Correspondente Médico: Ver personalidades se vacinando ajuda quem tem medo?

Neurocirurgião Fernando Gomes comentou a influência no cérebro que a vacinação de personalidades públicas causa na população

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A rainha Elizabeth II, de 94 anos, e o marido, o príncipe Philip, de 99, estarão entre os primeiros que receberão a vacina contra a Covid-19 no Reino Unido. A ideia é tirar o medo que algumas pessoas têm da vacina.

Na edição desta segunda-feira (7) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes comentou a importância mental de ter duas figuras tão emblemáticas participando de uma campanha de vacinação pública.

Leia também:
Rainha Elizabeth e príncipe Philip serão um dos primeiros a receber vacina
Pandemia afeta imóveis da rainha, mas contribuintes britânicos irão salvá-la
Rainha Elizabeth II faz primeira aparição pública desde o início da pandemia

“Num primeiro momento, a estratégia de combate à pandemia foram ações de passividade: ficar dentro de casa, colocar máscara, higienizar as mãos. Quando convidamos a população a algo que é mais ativo, como ser vacinado, colocar algo dentro do corpo para provocar uma reação imunológica, é de se esperar que algumas pessoas tenham insegurança. Então, pessoas públicas atuam como modelo e se colocam em público para apresentarem a confiança que têm no processo.”

Rainha Elizabeth II, do Reino Unido, participa de cerimônia de seus 94 anos
Rainha Elizabeth II, do Reino Unido, durante a cerimônia militar por ocasião de seu aniversário de 94 anos
Foto: Reprodução/ TheBritishMonarchy/ Facebook

(Publicado por: André Rigue)
 

Mais Recentes da CNN