Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dezembro Laranja: Radiação solar é a principal causa do câncer de pele; saiba como se proteger

    À CNN Rádio, a dermatologista Viviane Scarpa explicou que método “ABCDE” é ideal para identificar possíveis lesões cancerosas

    BATCH by Wisconsin Hemp Scientific/Unsplash

    Amanda Garciada CNN

    A campanha Dezembro Laranja busca conscientizar as pessoas sobre o câncer de pele.

    Este tipo da doença é o mais frequente no Brasil e corresponde a 30% dos tumores malignos registrados no país, segundo o Instituto Nacional do Câncer.

    À CNN Rádio, no Correspondente Médico, a dermatologista Viviane Scarpa alertou que a radiação social é a “principal causa do desenvolvimento do câncer de pele.”

    A doença é dividida entre melanoma, que é o mais grave, e o não-melanoma.

    “O não-melanoma é uma ‘feridinha’ que o paciente tem, há mais de 4 semanas, que não cicatriza, pode sangrar, descamar e aparece em áreas expostas ao sol, como a face, dorso do nariz, ombro, couro cabeludo”, explicou.

    Uma boa forma para identificar pintas que podem evoluir para um câncer é o método ABCDE:

    Assimetria: um lado diferente do outro

    Borda irregular: se o contorno parece contínuo ou é uma linha tortuosa

    Cor: mais de duas cores, como marrom claro e escuro

    Diâmetro: mais do que 5 milímetros

    Evolução: se está mudando de cor, forma, tamanho

    Veja mais: Quais são os sintomas iniciais do câncer de pele?

    “O diagnóstico precoce mais de 90% de cura, por isso é superimportante procurar um médico dermatologista”, reforçou Viviane.

    Segundo ela, o uso de protetor solar é recomendado sempre acima do fator 30, “mesmo dentro de casa, chovendo ou nublado.”

    A quantidade é a de “3 unidades de dedo”: ou seja, uma linha de produto que passa pelos três dedos da mão.

    Pálpebras, nuca, orelha e dorso dos pés também precisam ser protegidos.

    *Com produção de Isabel Campos