É falso que reinfecção de Covid de Doria prova ineficácia de vacina, diz médico

No quadro Correspondente Médico, Fernando Gomes desmentiu fake news que circula em redes sociais após governador de SP ter a doença após imunização

Raphael Florêncio, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta segunda-feira (19) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes desmentiu uma fake news sobre a vacina contra Covid-19.

Nas redes sociais, a informação falsa afirma que a reinfecção do governador de São Paulo, João Doria, prova a ineficácia da Coronavac. Na semana passada, Doria anunciou que foi contaminado pela Covid-19 pela segunda vez, após receber a segunda dose do imunizante no começo de junho.

Gomes explicou que o “sonho de consumo” dos infectologistas e da população em geral seria que a vacina impedisse reinfecções. “Mas a gente sabe que não é isso que acontece”, disse. “A vacina tem o papel de estimular o sistema imunológico e, caso o indivíduo tenha contato com a doença, que ela possa ser o mais branda possível.”

O médico lembrou que o papel da vacina da Covid-19 é evitar casos graves da doença, necessidade de internação e até mesmo o óbito. “Não é real essa informação que se você tomar a vacina não pode ter a infecção pela segunda vez. Por sorte, isso não acontece com todo mundo, mas, infelizmente, aconteceu com o governador, que passa bem”, disse o médico.

“A vacina não é uma bolha de proteção que quando chegar o coronavírus bate e vai embora. As pessoas terão o contato com o coronavírus, mas o sistema imunológico está trabalhado para combatê-lo de forma mais eficiente, — o que não significa que 100% das vezes o indivíduo não vai ter infecção”, explicou Fernando Gomes.

Aplicação de vacina contra Covid-19 em Tóquio, Japão
Aplicação de vacina contra Covid-19: médico desmente fake news sobre reinfecção da doença em imunizados
Foto: David Mareuil/Pool via Reuters (9.jun.2021)

 

Mais Recentes da CNN