É questão de tempo para vacina ser liberada para crianças, diz infectologista

À CNN Rádio, Renato Kfouri afirmou que o aumento de casos de Covid-19 entre crianças e adolescentes tem a ver com o fato deste público não ter sido vacinado

Casos de Covid-19 têm aumentado entre crianças
Casos de Covid-19 têm aumentado entre crianças ESTADAO CONTEUDO

Amanda Garciada CNN*

Ouvir notícia

Para o infectologista e presidente do Departamento Científico de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria, Renato Kfouri, é “questão de tempo” para vacinas contra a Covid-19 serem liberadas para crianças.

À CNN Rádio, ele explicou que o principal fator para o aumento de casos entre crianças e adolescentes é, justamente, o fato de esta faixa etária não ter sido imunizada, além da alta circulação do vírus, especialmente no começo deste ano.

“Os estudos vêm avançando, estamos definindo uma dose ideal. A Pfizer submeteu ao FDA (órgão regulador dos Estados Unidos) uma solicitação para aplicação em crianças de 5 a 11 anos, com um terço da dose original, e [ela] se mostrou tão segura quanto”, disse.

Da mesma forma, de acordo com Kfouri, há testes avanços da Pfizer para menores de dois anos, com ajuste de doses, que podem chegar a um décimo da dose normal. “Coronavac e Janssen também avançam na população pediátrica. Em breve devemos ter autorização [para aplicar estas vacinas], a depender da constatação de segurança.”

Renato Kfouri também relatou que cerca de 47% das mortes em faixas etárias pediátricas acontecem em crianças com fatores de risco prévio, como doenças crônicas, prematuridade, cardiopatia e obesidade.

*Com produção de Larissa Calderari e Alessandra Ferreira

Mais Recentes da CNN