Eficácia de vacina de Oxford não é confirmada para pessoas com mais de 55 anos

Instituição publicou taxa de eficácia revisada mais cedo nesta terça

Ilustração da potencial vacina contra Covid-19 da AstraZeneca/Oxford
Ilustração da potencial vacina contra Covid-19 da AstraZeneca/Oxford Foto: Dado Ruvic - 9.set.2020/Reuters

Anna Satie, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

A eficácia de 70,4% da vacina de Oxford anunciada mais cedo nesta terça-feira (8) pode não valer para pessoas acima de 55 anos. 

De acordo com a universidade, são necessárias mais análises para verificar se essa taxa se aplica também a esse grupo. 

Leia também:

Qual a eficácia das principais vacinas contra a Covid-19?

Vacina de Oxford deve ser aplicada a partir de fevereiro de 2021, diz Pazuello

“Só 1.418 (12,1%) dos participantes analisados para a eficácia eram mais velhos que 55 anos, o que significa que nesta análise preliminar, ainda não conseguimos inferir a eficácia em adultos mais velhos, que são o grupo de maior risco para efeitos graves da Covid-19”, diz o texto do estudo clínico publicado na revista Lancet.

A maior parte (87,8%) dos 11.636 voluntários que participaram do estudo de eficácia tinham entre 18 e 55 anos.

Os estudos continuam em andamento. 

Tópicos

Mais Recentes da CNN