Falta de ‘válvulas de escape’ explica aumento da depressão no Brasil, diz médico

No quadro Correspondente Médico, neurocirurgião Fernando Gomes comentou estudo da Universidade de São Paulo (USP) sobre saúde mental dos brasileiros na pandemia

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta terça-feira (9) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes comentou o estudo da Universidade de São Paulo (USP) que revelou o prejuízo que a pandemia trouxe para a saúde mental dos brasileiros. Na pesquisa, o país liderou os casos de depressão e ansiedade durante o período de isolamento social.

“Se o brasileiro tinha válvulas de escape que naturalmente ajudavam a florescer a sensação de felicidade e estabilizar o humor, [a falta delas] realmente representa um problema”, apontou o médico. “Além disso, não podemos esquecer as questões econômica e social envolvidas, que fazem com que as pessoas sofram também”, completou.

“[No início da pandemia], as pessoas estavam muito atentas à curva do coronavírus, mas tem uma curva que vai vir depois que é relacionada com a saúde mental. Mais do que nunca temos que quebrar preconceitos e entender que não adianta a gente ter a saúde do corpo físico sem ter a da mente. Lembrando que a depressão é a porta de entrada para um problema maior, o suicídio. Mais do que nunca precisamos falar sobre isso”, alertou Gomes.

quadro Correspondente Médico
No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes comentou estudo que revela liderança do Brasil em casos de depressão durante a pandemia
Foto: CNN Brasil (9.fev.2021)

(Publicado por Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN