Farmácias já venderam mais de 1 milhão de testes rápidos da Covid-19 no país

SUS realiza mais de 27 mil exames similares diariamente

Ouvir notícia

 

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, as farmácias brasileiras já venderam mais de 1 milhão de testes rápidos da Covid-19, apontou levantamento da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma). São cerca de 5 mil testes por dia. 

Desde abril, autoridades de saúde de todo o mundo reforçam a necessidade e importância da testagem para a identificação do vírus. “Temos uma simples mensagem: testem, testem, testem”, disse na ocasião o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Além do teste rápido, o vírus da Covid-19 pode ser detectado através do  RT-PCR, que é considerado o padrão-ouro (referência) no diagnóstico da doença e identifica uma infecção ativa. A confirmação é obtida a partir da detecção do vírus, processo dado pela transformação do RNA, molécula responsável pela síntese de proteínas das células do corpo.

Leia também:

Tudo o que você precisa saber sobre os testes de Covid-19
Por que é importante para o Brasil ter vacina nacional contra a Covid-19
Uma pessoa pode tomar mais de uma vacina contra a Covid-19?

Profissional conduz teste rápido para detecção da Covid-19
Profissional conduz teste rápido para detecção da Covid-19
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo (15.jun.2020) 

O vírus também pode ser dectado pelo exame de sorologia, que identifica a presença de anticorpos no sangue que combatem o vírus. Este é o mesmo procedimento já realizado para a identificação da maioria de outras doenças infecciosas estimuladas por um vírus, como o HIV e a Hepatite B.

(Edição Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN