Órgão de saúde dos EUA amplia autorização para uso de Regeneron contra Covid

Terapia não é autorizada como uma substituta para a vacinação, ressaltou o órgão norte-americano

Regeneron na fase final de testes clínicos com coquetel de anticorpos para tratar casos de Covid-19
Regeneron na fase final de testes clínicos com coquetel de anticorpos para tratar casos de Covid-19 Foto: Reuters

Jen Christensen, da CNN

Ouvir notícia

A Food and Drug Administration dos EUA expandiu o uso da terapia de anticorpos da Regeneron para que pudesse ser usada como um tratamento preventivo para certas pessoas que foram expostas ao Covid-19, disse a empresa na sexta-feira.

A autorização ampliada do FDA permitirá que o tratamento com anticorpos seja usado em pessoas que não estão totalmente vacinadas, ou não se espera que atinjam uma resposta imunológica adequada após terem sido expostas a alguém que é infeccioso, ou para aqueles que estão em alto risco de exposição a alguém com Covid-19 em um ambiente institucional.

Não é autorizado como um substituto para a vacinação, disse o FDA.

Os dados do ensaio em estágio final da Regeneron mostraram uma redução de 81% no risco de infecções sintomáticas em pessoas que tiveram contato próximo com alguém com Covid-19.

A terapia de anticorpos da Regeneron é a única atualmente autorizada para uso tanto no tratamento quanto na prevenção de infecções por Covid-19. Foi o tratamento dado ao ex-presidente Trump quando ele foi infectado no ano passado, assim como a vários outros políticos importantes.

A autorização inicial permitiu que os médicos usassem o tratamento para qualquer paciente com 12 anos ou mais com resultado positivo para Covid-19 e com alto risco de doença grave, mas ainda não hospitalizado.

Em maio, os EUA interromperam a distribuição do tratamento com anticorpos monoclonais da Eli Lilly, uma vez que não parecia ser tão eficaz contra as variantes do vírus.

(Texto traduzido, leia original em inglês aqui)

Mais Recentes da CNN