Fiocruz recebe mais um lote de IFA importado para produção da AstraZeneca

Até o fim desta semana, devem ser entregues mais 4,6 milhões de doses do imunizante

Isabelle Resendeda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O décimo sétimo lote de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) importado para a produção da vacina de Oxford/AstraZeneca será entregue nesta quarta-feira (22).

O insumo, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é suficiente para a produção de cerca de 5,2 milhões de doses.

A expectativa da Fundação é entregar, até o fim desta semana, 4,6 milhões de doses do imunizante ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

O quantitativo deve ser entregue em dois lotes. Se as entregas se confirmarem, a Fiocruz alcançará a meta de produção de mais de 100 milhões de doses (101.100.000) com dois meses de atraso.

A demora no recebimento do IFA e a falta de outros insumos devido à alta demanda mundial tem provocado atrasos e queda na produção da vacina. Entre maio e agosto, houve uma redução de 46% na produção do imunizante.

No início deste mês, a entrega das doses teve que ser suspensa por duas semanas, o que provocou atrasos na 2ª aplicação da vacina em algumas cidades brasileiras, que ficaram com estoque de AstraZeneca zerado.

Algumas secretarias municipais, como a do Rio de Janeiro, optaram pela intercambialidade das vacinas. Ou seja, a aplicação de outro imunizante no lugar da aplicação da 2ª dose da AstraZeneca.

A meta da Fiocruz era entregar ao PNI, até o fim de setembro, 15 milhões de doses, mas a instituição já admite que esse quantitativo pode ser revisto.

Até agora, foram distribuídas 5.437.000 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford.

De acordo com a projeção de entregas de vacinas do Ministério da Saúde, publicado no último dia 15, no site da pasta, a expectativa é de que a Fiocruz entregue até o dia 30 de setembro pouco mais de 12 milhões de doses do imunizante (12.033.740).

Entregas de doses em setembro ao PNI (até o momento):

  • 1,7 milhão – 13 de setembro
  • 2,1 milhões – 16 de setembro
  • 700 mil – 17 de setembro
  • 937 mil – 20 de setembro

Mais Recentes da CNN