Fiocruz recomenda uso de autotestes para retorno seguro às escolas

Esquema vacinal completo para crianças e adolescentes também está entre as medidas fundamentais

Autoteste para Covid-19
Autoteste para Covid-19 Shutterstock

Beatriz Puenteda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Uma nota técnica divulgada nesta sexta-feira (11) pelo Grupo de Trabalho de Retorno às Atividades Escolares Presenciais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apontou o uso de autotestes como medida orientativa no retorno às aulas.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso de autotestes de Covid-19 no Brasil no dia 28 de janeiro.

“Nossa proposta é que os autotestes sejam disponibilizados gratuitamente pelo SUS para as famílias. Podem ser usados para ter um controle maior da doença.

Na Europa, eles enviam autotestes para serem realizados semanalmente, não é a nossa realidade. Mas se conseguíssemos alguma periodicidade, já ajuda” explicou a coordenadora da Vice-presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz (VPAAPS/Fiocruz), Patricia Canto.

Outro ponto classificado como fundamental na nota divulgada foi a vacinação completa de crianças e adolescentes. A pesquisadora reforça que a variante Ômicron tem um R-10, ou seja, uma única pessoa infectada com o vírus pode contaminar outras dez.

Segundo ela, esse é o maior índice de disseminação da doença entre as cepas já identificadas.

“É, também, uma forma de proteger as crianças pequenas, menores de cinco anos, que ainda não dispõem de uma vacina contra a Covid-19”, destacou Canto.

O documento avalia que turmas só devem suspender aulas com mais de três casos confirmados para Covid-19 no mesmo período e que é uma medida de último caso. O fechamento das escolas, no entanto, só pode ser feito sob recomendação das autoridades sanitárias.

A nota ainda lembra a importância do uso adequado de máscaras, necessidade de ventilação nas dependências da escola, manutenção do distanciamento social e da higienização das mãos.

Mais Recentes da CNN