Justificativa usada para suspensão da vacinação não tem sentido, diz pesquisadora

Ainda segundo Dalcolmo, a decisão do Ministério da Saúde se mostrou “intempestiva, inoportuna, equivocada, e que precisa ser revertida''

Da CNN

Em são Paulo

Ouvir notícia

A decisão do Ministério da Saúde em suspender a vacinação de adolescentes sem comorbidades, nesta quinta-feira (16), resultou em críticas por parte da comunidade científica. Em entrevista à CNN, a pneumologista e pesquisadora da Fiocruz, Margareth Dalcolmo, afirmou que a justificativa usada pelo Ministério não tem sentido.

“A confusão que foi feita e atribuída de que isso emularia uma recomendação da Organização Mundial da Saúde absolutamente não procede. A OMS nunca disse que não era para vacinar adolescentes com ou sem comorbidade, assim como nunca questionou a segurança e eficácia da vacina, porque isso já está demonstrado pelos estudos já feitos. Então, a justificativa usada não tem sentido”, afirma a pesquisadora.

Ainda segundo Dalcolmo, a decisão do Ministério da Saúde se mostrou “intempestiva, inoportuna, equivocada, e que precisa ser revertida”.

“Na minha opinião, foi uma decisão mais política do que técnica. Intempestiva, inoportuna, equivocada, e que precisa ser revertida. Se está faltando vacina, temos que providenciá-las. O Brasil já cometeu diversos equívocos com o tempo da vacinação e com uma série de questões que nos deixaram longe de alcançar o que gostaríamos”, completou a pesquisadora.

(Publicado por Evandro Furoni)

Mais Recentes da CNN