Moderna inicia estudo da vacina da Covid-19 em adolescentes

Estudo analisará eficiência do imunizante em jovens entre 12 e 18 anos

Moderna afirma que sua vacina contra o coronavírus tem 94,5% de eficiência
Moderna afirma que sua vacina contra o coronavírus tem 94,5% de eficiência Foto: Dado Ruvic/Reuters

Reuters

Ouvir notícia

A farmacêutica Moderna Inc disse nesta quinta-feira (10) que administrou o primeiro participante em um estudo de estágio intermediário para testar sua vacina candidata à Covid-19 em adolescentes com idade entre 12 e 18 anos.

O estudo está sendo conduzido em colaboração com a Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Biomédico Avançado (Barda).

Leia também:

Moderna projeta até 125 milhões de vacinas no início de 2021 – a maioria nos EUA
Correspondente Médico: Quais tipos de reações alérgicas uma vacina pode causar?

“Nosso objetivo é gerar dados na primavera de 2021 que apoiarão o uso de mRNA-1273 em adolescentes antes do ano letivo de 2021”, disse o CEO Stéphane Bancel.

A notícia chega enquanto os Estados Unidos se preparam para começar a distribuir as primeiras doses de vacinas da Covid-19 da Moderna e da rival Pfizer/BioNTech para adultos, após aprovação regulamentar para uso emergencial.

Um painel de consultores externos da Food and Drug Administration dos EUA se reunirá nesta quinta-feira, 10, para discutir a recomendação do uso da vacina da Pfizer para pessoas com 16 anos ou mais. Uma reunião semelhante de consultores do FDA está marcada para 17 de dezembro para discutir a vacina da Moderna.

A rival Pfizer também está estudando sua vacina candidata em participantes a partir dos 12 anos.

Mais Recentes da CNN