Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Monkeypox e Covid-19 são doenças diferentes. Problema maior é na Europa”, diz ministro da Saúde sobre emergência em saúde

    Fontes da pasta ouvidas pela CNN não veem risco de pandemia pela nova doença

    Exame para diagnóstico de varíola dos macacos
    Exame para diagnóstico de varíola dos macacos Max Gomes/IOC/Fiocruz

    Basília Rodriguesda CNN

    Perguntado sobre o risco de outra pandemia, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à CNN que “monkeypox e Covid-19 são doenças diferentes” e que vai ampliar os alertas à população para prevenir novos casos. Fontes da pasta ouvidas pela CNN afirmam que o governo não vê risco de nova pandemia.

    Neste sábado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou a Varíola dos macacos ou monkeypox (nome do vírus causador da doença) como emergência em saúde, este é um alerta anterior ao de pandemia.

    Segundo o Ministério da Saúde, são 696 infectados no Brasil com a varíola dos macacos. 506 foram registrados no estado de São Paulo.

    À CNN, o ministro Marcelo Queiroga afirmou: “O problema maior é na Europa. No Brasil, a maior parte dos casos são em São Paulo. No momento, vamos continuar monitorando o cenário epidemiológico e ampliando o alerta à população”, disse.

    Mais cedo, o Ministério da Saúde divulgou que está em tratativas com a OMS para a compra de vacinas. Queiroga disse que a área técnica cuida do assunto e está em negociação por meio da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

    Apesar do nome, a varíola do macaco não é transmitida pelos macacos, mas pelo contato entre humanos.

    Leia as respostas do ministro:

    CNN: Há risco de pandemia de monkeypox?

    Marcelo Queiroga: Monkeypox e Covid-19 são doenças diferentes. O problema maior é na Europa. No Brasil, a maior parte dos casos são em São Paulo. No momento, vamos continuar monitorando o cenário epidemiológico e ampliando o alerta à população.

    CNN: Qual alerta mais importante sobre a doença?

    Queiroga: Informações sobre as formas de contágio, sintomas, o que já tem sido feito de forma ampliada. (Há) 700 casos no Brasil. 500 no estado de São Paulo.

    CNN: Ministério da Saúde informou em nota que Brasil está em tratativas com OMS para compra de vacinas contra esta doença. Em que nível estão essas tratativas? Vamos comprar essas vacinas até agosto?

    Queiroga: A área técnica é quem trata do tema. Mas, essas ações ocorrem com OPAS/OMS.