Mundo alcança a marca de 10 bilhões de doses aplicadas de vacinas contra Covid

Diferença entre o total de pessoas que receberam imunizante nos países ricos e pobres continua aumentando

Dose de vacina contra a Covid-19 sendo preparada
Dose de vacina contra a Covid-19 sendo preparada Tânia Rêgo/Agência Brasil

Marcelo Favallida CNN

Ouvir notícia

O mundo atingiu nesta sexta-feira (28) a marca de 10 bilhões de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas na população.

Observando a proporção numérica e levando em consideração apenas a primeira aplicação, as 10 bilhões de doses superam em quase 30% a população mundial de 7,7 bilhões habitantes contabilizada em 2019 pela plataforma “Our World in Data”, mantida pelo departamento de estatísticas da Universidade de Oxford.

Matematicamente falando, seria como se todas as pessoas do planeta tivessem recebido a primeira dose. E pouco menos de um terço da população mundial já estivesse com a segunda aplicação no braço. Mas, de novo, este saldo é apenas hipotético.

A realidade é bastante diferente. O “Our World in Data” calculou as porcentagens de vacinados conforme a distribuição dos países agrupados pelo índice RNB (Renda Nacional Bruta).

Nas nações identificadas como “Renda Média Alta” –a exemplo do Brasil– aproximadamente 79% da população recebeu ao menos a primeira dose. Em países considerados de “Renda Alta”, a porcentagem recua um pouco: 78%.

O saldo de vacinados cai à medida que a renda média da população diminui. Nos países tidos como de “Renda Média Baixa” –como Angola e Bolívia– a aplicação da primeira dose chegou a 53% das pessoas elegíveis à vacinação contra a Covid.

O pior cenário está nos territórios de “Renda Baixa”, como a Etiópia e o Iêmen, onde menos de 10% da população conseguiu ao menos uma dose.

Em diversas ocasiões, a diretoria da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que, enquanto os países mais pobres não alcançarem níveis expressivos de vacinação, o fim da pandemia vai continuar distante.

Mais Recentes da CNN