Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que seus mamilos podem dizer sobre sua saúde

    Geralmente associados à amamentação, os mamilos também podem indicar problemas de saúde como câncer de mama ou disfunções hormonais

    Os mamilos podem indicar condições de saúde diversas, como alterações hormonais, de desenvolvimento e, até mesmo, câncer
    Os mamilos podem indicar condições de saúde diversas, como alterações hormonais, de desenvolvimento e, até mesmo, câncer Guillermo Spelucin/GettyImages

    Dan BaumgardtThe Conversation

    Nota do editor: Dan Baumgardt é neurocientista e anatomista com qualificação médica da Faculdade de Ciências da Vida, da Universidade de Bristol, no Reino Unido.

    Como anatomista, muitas vezes me fazem perguntas sobre os mamilos.

    Qual é o objetivo dos mamilos masculinos? Por que os mamilos são considerados uma zona erógena? Por que, além de um salário de sete dígitos, George Clooney concordou em usar um traje de morcego com mamilos no filme Batman e Robin, de 1997? Todas as questões são urgentes, tenho certeza de que você concordará.

    Diferentemente daqueles que adornam o traje de Batman de Clooney, os mamilos têm funções importantes para mães que amamentam. Eles contêm várias terminações nervosas que são sensíveis ao estímulo de um bebê mamando, o que gera a liberação do hormônio oxitocina, provocando a “liberação” de leite do tecido mamário. O mamilo contém dutos pelos quais o leite é liberado para a alimentação.

    A área colorida ao redor do mamilo — a aréola — também tem uma finalidade. Ela contém várias glândulas que secretam substâncias protetoras na pele, provavelmente para proteger a área contra danos e assaduras durante a amamentação.

    No entanto, a sucção pode não ser o único gatilho subjacente para a liberação do leite. Às vezes, até mesmo o som do choro de um bebê estimula a glândula pituitária a liberar oxitocina em antecipação à necessidade de alimentação.

    A hipófise também desempenha um papel importante no crescimento do tecido mamário durante a gravidez e na produção de leite, que é controlada pelo hormônio prolactina.

    Mas você pode ter prolactina em excesso. O corrimento leitoso do mamilo em pacientes que não estão amamentando pode ser causado por um prolactinoma — um tumor benigno da glândula pituitária — que pode levar a uma secreção anormal aumentada de prolactina.

    O prolactinoma pode afetar todos os gêneros e pode gerar outros sintomas incomuns. Como a glândula pituitária está localizada perto do ponto de passagem dos nervos ópticos, um tumor pode comprimi-los à medida que cresce e causar perda de visão.

    Doenças da mama

    Os distúrbios da mama podem se apresentar como alterações no mamilo. A pele pode apresentar coceira, descamação ou vermelhidão, com aparência semelhante ao eczema. A estrutura do mamilo também pode mudar, tornando-se invertida ou virada para dentro, e a pele enrugada ou com covinhas. Também pode haver um novo corrimento do mamilo, transparente ou descolorido de amarelo, verde ou vermelho por infecção ou sangue.

    Qualquer um desses achados e outros sintomas significativos, como caroços, inchaços ou irregularidades nas mamas, devem ser sempre relatados ao médico assim que forem notados. A detecção dessas alterações exige vigilância. O exame regular do tecido mamário é essencial e certifique-se de comparecer sempre aos exames de mamografia.

    Embora os homens sejam frequentemente negligenciados nas discussões sobre a saúde das mamas, é fundamental que todos estejam cientes de quaisquer alterações na região mamária, independentemente do sexo. Os homens também possuem tecido mamário, embora em menor quantidade, e podem desenvolver ginecomastia, às vezes chamada informalmente de “mamas de homem”. Portanto, embora as pacientes do sexo feminino respondam por 99% dos casos de câncer de mama diagnosticados, os homens não devem se considerar isentos de risco.

    No entanto, o câncer de mama não é a única causa de secreção nos mamilos — a secreção pode ocorrer durante a gravidez e ao tomar a pílula anticoncepcional oral. A mastite, infecção do tecido mamário, também pode causar corrimento. A mastite geralmente afeta as mães que estão amamentando, mas também pode ocorrer em mães que não estão amamentando e, novamente, em homens.

    Mamilos extras

    Muitos programas de televisão, incluindo “Os Simpsons” e “Friends”, apresentam personagens com terceiros mamilos. No entanto, um mamilo extra não é apenas coisa de programas de comédia: algumas celebridades, como Mark Wahlberg e Lily Allen, têm um terceiro mamilo. Aparentemente, Harry Styles tem quatro.

    Essas celebridades fazem parte dos estimados 1-6% da população com um mamilo extra, e isso varia em todo o mundo — até 6% nos EUA, mas apenas 0,22% na Hungria. Em alguns casos, ele pode aparecer como uma mancha pigmentada na pele, muito parecida com uma verruga, e pode passar despercebida e não ser diagnosticada por anos. O mamilo extra pode ter tecido mamário ligado a ele e pode reagir aos hormônios circulantes, tornando-se dolorido, sensível ou aumentado.

    Por que algumas pessoas têm um mamilo extra? Pode ser um eco das “linhas de leite” que alguns mamíferos desenvolvem para alimentar vários filhotes ao mesmo tempo. Cães, gatos e porcos, por exemplo, têm duas linhas paralelas de várias tetas que vão da axila à virilha para alimentar grandes ninhadas. Entretanto, nos seres humanos, todos esses mamilos, com exceção de dois, geralmente regridem durante o desenvolvimento do embrião, embora alguns possam permanecer, deixando um mamilo extra. Embora a maioria ocorra nessas linhas de leite, alguns podem se desenvolver fora delas – na face, pé ou até mesmo nos órgãos genitais.

    No entanto, o posicionamento é importante. Um mamilo deslocado no peito, por exemplo, pode sugerir uma condição diferente e rara: Síndrome de Poland.

    A síndrome de Poland é caracterizada pela ausência ou subdesenvolvimento dos músculos peitorais, geralmente o peitoral maior (pectoralis major, ou “pec”) em um lado do corpo. Os braços e as mãos também podem ser afetados.

    As anormalidades do mamilo, portanto, podem indicar condições potencialmente graves da mama. Mas elas também podem indicar distúrbios neurológicos e de desenvolvimento. Assim, é importante prestar muita atenção a qualquer alteração no mamilo ou na mama e consultar um médico o mais rápido possível.

    Este artigo foi republicado do The Conversation. Leia o artigo original.

    54% das mulheres subestimam importância da mamografia