Em Paquetá, Queiroga diz que adultos serão imunizados até o fim do ano

Segundo ministro da Saúde, brasileiros terão tomado ambas as doses necessárias contra a Covid-19 ainda neste ano

Tamires Vitorio, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou neste domingo (20), em Paquetá, no Rio de Janeiro, que “se compromete a vacinar toda a população brasileira acima de 18 anos até o final do ano”, com as duas doses necessárias contra a Covid-19. “Esse é o nosso passaporte para a nossa liberdade, para uma vida nova”, disse. 

Ocorre neste domingo o projeto de vacinação em massa em Paquetá, no Rio de Janeiro. O experimento científico visa avaliar os efeitos da imunização em larga escala e identificar em quanto tempo a população não terá que seguir medidas restritivas. Queiroga vacinou moradores do local.

Para Queiroga, “a principal ferramenta para lutar contra a Covid-19 é o Sistema Único de Saúde (SUS) e a eficiência do SUS é a certeza de que o Brasil vencerá seu único inimigo, que é o vírus”. 

Na tarde de sábado (19), o Brasil alcançou a marca de meio milhão de mortos pela doença, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram 601.574 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Queiroga aplica vacina em Paquetá, no Rio de Janeiro
Marcelo Queiroga aplica vacina em moradora de Paquetá, no Rio de Janeiro
Foto: CNN Brasil

Em relação a aplicação das vacinas, o Brasil continua a ser o 67º no ranking global de aplicação de doses da vacina, na relação a cada 100 habitantes. O país, que iniciou a vacinação há cinco meses, já esteve na 56ª posição desse ranking e, na última semana, estava em 68º. No sábado, o Brasil registrava 86.174.060 de doses aplicadas.

 

Mais Recentes da CNN