Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pazuello descarta termo de responsabilidade para vacina registrada na Anvisa

    Segundo ministro da Saúde, essa condição só será exigida se houver vacina com uso emergencial

    Natália André, da CNN, em Brasília

     

    O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira (16) que o termo de responsabilidade ou consentimento sobre problemas e efeitos colaterais que as vacinas possam causar não será necessário para os imunizantes registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

    Leia e assista também

    ‘Não conheço país discutindo assinatura de termo’, diz vice-diretora da OMS

    Governo vai restringir termo de responsabilidade para se vacinar em MP

    Essa condição só será exigida se houver vacina com uso emergencial. “Uso emergencial não é campanha de vacinação. Apenas grupos prioritários voluntários são vacinados nessa condição. E, claro, essas vacinas ainda não foram registradas. Por isso, o termo pode ser exigido”, explicou o ministro.

    Pazuello também afirmou que os britânicos estão assinando um termo parecido porque a vacinação está acontecendo de forma emergencial.