Pêssego: como incluir a fruta rica em vitaminas em todas as refeições

Aprenda receitas para usá-la no café da manhã, almoço, jantar e sobremesa

Casey Barber*, da CNN

Ouvir notícia
Pêssegos/Getty Images
Foto: Pêssegos/Getty Images

Não há nada como cravar os dentes em um pêssego perfeitamente maduro e suculento. É um dos prazeres mais simples e é difícil derrotar por puro prazer.

Mas não é a única maneira de comer um pêssego. Além de apreciá-los crus e cozidos nas sobremesas, os pêssegos frescos podem ser assados, grelhados, consumidos em conserva e até mesmo congelados para uma explosão de sol de verão no meio do inverno.

Comer pêssegos também é uma maneira mais saborosa de obter vitaminas e nutrientes essenciais para o corpo do que engolir um comprimido. De acordo com Rachael Hartley, nutricionista e autora de “Nutrição Suave: Uma Abordagem Sem Dieta para uma Alimentação Saudável”, os pêssegos são ricos em vitaminas A e C e ótimos para a digestão, contendo fibras prebióticas que alimentam bactérias intestinais benéficas.

“Eles também contêm potássio, que pode ajudar a manter a pressão arterial saudável, bem como antioxidantes, especialmente dentro e perto da pele de um pêssego fresco”, disse ela.

No entanto, se você não é um fã da textura felpuda dos pêssegos, pode sempre substituir qualquer uma das ideias das receitas aqui por nectarinas e colher os mesmos benefícios nutricionais. Ou experimente outros membros da família das frutas com caroço, como ameixas, pluots (um cruzamento híbrido entre uma ameixa e um damasco) e damascos.

Na verdade, você poderia comer pêssegos o dia todo e não comer o mesmo prato duas vezes. Veja como você pode maximizar o pêssego com ideias de receitas para as principais refeições: café da manhã, almoço, jantar – e sobremesa, é claro.

Pêssegos no café da manhã

Aveia da noite para o dia é uma tendência que não vai desaparecer tão cedo, e o verão é a época ideal para abraçar este prato de café da manhã gelado. Adicione pêssegos fatiados frescos a um frasco de vidro com aveia, leite e especiarias, e você tem uma guloseima inspirada em pêssego doce esperando por você pela manhã.

Se o café da manhã preparado na hora não for a sua preferência, prepare um smoothie de pêssego. Esta receita facilmente adaptável pode ser tornar vegana com a escolha de iogurte vegetal e leite, ou com qualquer combinação de laticínios que mais lhe convier.

Para o brunch, torrada francesa recheada com pêssego feita com pão e pêssego fresco é uma refeição e tanto que o fará se retirar para a rede pelo resto do fim de semana. Se assar o pão caseiro não estiver em seus planos, substitua por pão italiano macio ou outro pão de sua preferência.

Pêssego grelhado para almoço e jantar

Aqueça seus pêssegos em uma grelha para transformá-los num acompanhamento docemente carbonizado para vários pratos.

Para grelhar pêssegos, pré-aqueça uma churrasqueira a gás ou a carvão em fogo médio. Divida os pêssegos ao meio e sem caroço, depois pincele as metades cortadas com azeite ou óleo vegetal. Coloque o corte para baixo e cozinhe descoberto por 4 a 5 minutos, até que as marcas da grelha apareçam e os pêssegos se soltem facilmente das grelhas. Vire suavemente e cozinhe mais alguns minutos até que a pele esteja levemente carbonizada.

Os pêssegos grelhados viram a estrela do show numa grande salada, como em uma salada de quinoa, pêssego e vegetais que funciona como prato principal. Ou simplesmente regue-os com vinagre balsâmico e azeite de oliva de qualidade junto com uma pitada de sal marinho em flocos e sirva como salada de frutas.

Use pêssegos grelhados fatiados como cobertura de pão com queijo cremoso, como burrata ou ricota, um punhado de verduras frescas como rúcula e uma porção opcional de proteína como bife grelhado ou camarão. Ou coloque algumas fatias em um sanduíche de queijo grelhado ou um hambúrguer para uma combinação doce e salgada.

Corte pêssegos grelhados em cubos e transforme-os em um molho fresco que está pronto para ser servido em tacos de peixe ou como cobertura para refeições mais leves, como peixe grelhado, peito de frango ou lombo de porco ou costeletas.

Pêssegos grelhados/Getty Images
Foto: Pêssegos grelhados/Getty Images

Happy Hour

Um happy hour ao ar livre é sempre mais feliz com um coquetel especial para bebericar e uma tábua de frios para lanchar. Pêssegos em conserva são um complemento picante para queijos macios como o de cabra, Brie ou Taleggio, que por sua vez têm um sabor fantástico com carnes curadas como presunto e speck.

Combine seu queijo e charcutaria com uma bebida de pêssego. A limonada de pêssego pode ser servida simples ou enriquecida com vodca ou rum. Margarita de pêssego são também uma ótima opção. E um smash de bourbon de pêssego será um novo favorito para aqueles que amam julepe de menta.

Sobremesa

Nenhuma mesa estaria completa sem uma sobremesa de pêssego, seja uma torta de pêssego tradicional, ou na mistura de pêssego com nozes-pecãs ou em uma sobremesa com base de biscoito que usa a fruta como recheio.  

Mas você sabe o que torna qualquer uma dessas sobremesas ainda mais apetitosa? Coroando-os com uma colher de sorvete caseiro de pêssego ou de outro tipo de sorvete de pêssego  que não exige que você cozinhe um creme no fogão.

E se você não consegue decidir qual sobremesa de pêssego está com vontade de comer, coma todas citadas acima, e delicie-se ainda com um bolo de pêssego feito em uma frigideira de ferro fundido.

Guarde para mais tarde

Pêssegos congelados ensacados são sempre uma opção o ano todo, mas se você tiver muitos pêssegos à mão, pode congelar seu próprio estoque para fazer tortas, smoothies e outras sobremesas nos meses mais frios.

“O congelamento não danifica significativamente os nutrientes dos pêssegos e é uma ótima opção para armazenar pêssegos se você tiver muitos e eles começarem a estragar,” disse Hartley.

Para congelar pêssegos frescos, você pode escaldá-los em água fervente para remover as cascas, se desejar, ou deixar as cascas. Fatie as frutas e, em seguida, organizar as fatias em uma única camada em uma assadeira forrada de papel manteiga. Congele até ficar firme e, em seguida, transfira para um saco que possa ser totalmente fechado para armazenamento de longo prazo.

*Casey Barber é escritora, ilustradora e fotógrafa de culinária; autora de “Pierogi Love: New Takes on an Old-World Comfort Food” e “Classic Snacks Made from Scratch: 70 Homemade Versions of Your Favorite Brand-Name Treats”;  e editora do site Good. Food. Stories.

(Texto traduzido. Leia aqui o original em inglês.)

 

Mais Recentes da CNN