Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Pode lavar o frango antes de cozinhar? Ato de Davi no BBB24 levanta debate

    Prática pode levar a contaminação do ambiente da cozinha com bactérias

    Davi lava frango na pia antes do cozimento e levanta debate sobre prática.
    Davi lava frango na pia antes do cozimento e levanta debate sobre prática. Reprodução/ TV Globo

    Fernanda Pinottida CNN

    em São Paulo

    Ao preparar o almoço no BBB24, Davi lavou o frango dentro da pia antes de cozinhá-lo — um hábito comum entre boa parte dos brasileiros. Mas você sabia que essa prática não é recomendada e pode levar a contaminação do ambiente da cozinha com bactérias?

    Segundo Stefan Cunha Ujvari, infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, explicou à CNN, o risco de contaminação existe pois o intestino dos animais que comemos é habitado por bactérias que podem causar doenças nos seres humanos.

    O exemplo mais comum é a Salmonella, bactéria que pode causar diarreia e vômitos e, em casos mais graves, febre tifoide.

    Lavar o frango, ou qualquer outro tipo de carne, antes do cozimento não é recomendado, pois a água não mata as bactérias e pode espalhá-las pelo ambiente, contaminando a louça que está próxima, por exemplo.

    Por conta disso, o infectologista ressalta que também não é recomendado utilizar a mesma faca ou a mesma tábua na qual o frango foi cortado para cortar outros alimentos, já que eles também podem acabar contaminados.

    Então como higienizar o frango?

    A melhor forma possível de matar as bactérias que podem estar no frango é cozinhando bem a carne.

    “Se você tem uma carne que está potencialmente contaminada, porque na hora que [o animal] vai para o abatedouro a bactéria do intestino pode contaminar a carne, não precisa lavar, porque a temperatura do cozimento já vai destruir a bactéria”, explicou o infectologista.

    Conforme Ujvari, lavar a carne antes de cozinhá-la apenas aumenta a chance de contaminar o ambiente ou outros alimentos.

    É por esse mesmo motivo que também não é recomendado comer carne crua — principalmente de frango e porco, animais em que as bactérias costumam ser mais frequentes.

    Mesmo assim, o infectologista ressalta que existe o risco de contaminação por bactérias em qualquer receita que envolva carne crua ou mal-passada (independente se a carne for suína, bovina, de ave ou peixe). E que o risco está presente até mesmo no consumo de ovos crus. É a temperatura do cozimento que destrói, com certeza, as bactérias.