Projeto de universidade do ABC permite a detecção da Covid-19 no esgoto 

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal do ABC (UFABC), na região metropolitana de São Paulo, permite a detecção da Covid-19 no esgoto

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal do ABC (UFABC), na região metropolitana de São Paulo, permite a detecção do novo coronavírus no esgoto.

Nesta primeira fase da pesquisa, o material é coletado em 5 pontos estratégicos do ABC paulista. São locais urbanizados, com uma grande quantidade de pessoas e uma maior concentração de hospitais de referência no tratamento da Covid-19.

Uma amostra é colhida a cada 15 minutos, em um intervalo de 6 horas. Depois, são encaminhadas para o laboratório da universidade para a detecção do RNA viral. Os pesquisadores utilizam a mesma técnica do exame RT-PCR. 

O financiamento do projeto é feito pelos ministérios da Saúde e Ciência, Tecnologia e Inovações com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ).

Com os resultados, será possível direcionar a propagação do coronavírus e estabelecer estratégias de políticas públicas. Os cientistas também pretendem expandir os pontos de coleta e integrar o projeto com as secretarias de saúde municipais.

Projeto da UFABC permite detectar Covid-19 em amostras do esgoto
Projeto da UFABC de detectar Covid-19 no esgoto permitirá direcionar propagação do vírus (20.fev.2021)
Foto: Reprodução / CNN

(Publicado por Bruna Baddini)

Mais Recentes da CNN