Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Queiroga estima 30 milhões de doses para crianças no primeiro trimestre

    Com o montante, a expectativa da pasta é de que será possível iniciar a aplicação da segunda dose antes de abril

    Gustavo Uribeda CNN

    em Brasília

    Ouvir notícia

    O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, calcula que, até o final do primeiro trimestre, o país terá à disposição 30 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 para a população de 5 a 11 anos.

    O total, segundo dados oficiais, é superior à população dessa faixa etária, de 20 milhões, o que, na avaliação de servidores da pasta, permitirá o início da aplicação da segunda dose antes do mês de abril.

    O calendário de vacinação, no entanto, fica sob a responsabilidade das unidades da federação.

    O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), por exemplo, anunciou que a vacinação desta faixa etária terá início no dia 17 de janeiro.

    Como a recomendação da pasta é de que o intervalo das doses seja de oito semanas, o público de 11 anos, o primeiro que será vacinado, poderá tomar a segunda dose, completando a vacinação, já em março.

    O Ministério da Saúde também calcula que conseguirá imunizar com a dose de reforço a maior parte da população adulta do país ainda no primeiro semestre deste ano.

    A ampliação da imunização de reforço para a população adulta foi elencada pelo ministro Queiroga como uma das prioridades para este ano na tentativa de evitar internações pela nova variante Ômicron do coronavírus.

    Em conversas reservadas, o ministro também aponta a necessidade de avançar com a aplicação da segunda dose sobretudo na Região Norte, que apresenta um atraso em relação às demais regiões do país.

    O diagnóstico feito pela pasta é de que nos próximos meses a nova variante deve tornar-se a principal responsável pelos casos de coronavirus no país, tendência observada na Europa e nos Estados Unidos, e que, por isso, o reforço nos adultos é crucial.

    Mais Recentes da CNN