Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Receio para imunizar crianças contra Covid é equívoco, diz pediatra

    Em entrevista à CNN, Renato Kfouri reiterou importância da vacinação neste momento

    Layane SerranoRenata Souzada CNN

    em São Paulo

    Em entrevista à CNN neste domingo (14), o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Renato Kfouri, reiterou a importância de vacinar as crianças contra a Covid-19.

    “Eles [pais] estão impactados por muitas fake news, receosos de que a vacina possa fazer mal para os filhos, o que é um equívoco. Quem tem feito muito mal às crianças e aos filhos é a doença. A doença tem trazido milhares de hospitalizações todo ano, tem trazido centenas de mortes. Aliás, mais mortes do que qualquer doença do calendário infantil”, explicou o médico.

    Segundo o especialista, cerca de 60% das crianças tomaram a primeira dose, enquanto cerca de 40% daqueles que pertencem ao grupo de 5 a 11 anos de idade estão com duas doses da vacina contra a Covid.

    “Em breve nós vamos ter vacinas para bebês a partir dos seis meses, não só a partir dos três anos, como agora. Então é preciso que o governo já providencie a compra das vacinas, porque é uma questão de tempo a gente já ter a oportunidade de vacinas as crianças pequenas também”, lembrou o pediatra.

    Kfouri afirmou que, apesar do surgimento de novas cepas do coronavírus, as vacinas continuam eficazes, especialmente na proteção contra hospitalizações e mortes.

    “As vacinas, hoje, continuam excelentes na prevenção da forma grave da doença. Dificilmente quem tem três doses hoje — que é o esquema mínimo, a terceira dose não é reforço, é parte do esquema primário de vacinação — dificilmente vai se hospitalizar, dificilmente vai evoluir para as formas graves”, explicou.