Rio aplicará dose de reforço em toda a população a partir de janeiro de 2022

Secretário municipal de Saúde informou à CNN que o calendário será divulgado em dezembro e que em janeiro começam a se vacinar pessoas de 50 anos

Repescagem para idosos de 64 anos ou mais na Policlinica Jose Paranhos Fontenelle
Repescagem para idosos de 64 anos ou mais na Policlinica Jose Paranhos Fontenelle Foto: CLÉBER MENDES/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Iuri Corsinida CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, confirmou à CNN que a cidade do Rio de Janeiro aplicará a dose de reforço em toda a população vacinal – atualmente pessoas a partir de 12 anos – a partir do ano que vem.

Segundo ele, o calendário será divulgado em dezembro e o início do reforço para a população não idosa e sem comorbidades começará em janeiro de 2022, no grupo de pessoas de 50 anos.

Atualmente a cidade do Rio já vacinou 843.947 pessoas com dose de reforço. O número representa pouco mais de 10% de todos os vacinados com a terceira dose em todo o país. Somente nos últimos 10 dias, por exemplo, foram mais de 200 mil vacinados na capital. Já segundo dados do Ministério da Saúde, foram 7.892.858 que receberam o reforço da vacina contra a Covid-19 no Brasil.

A previsão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é de continuar aplicando a dose de reforço na população nesta semana. Pelo calendário, serão vacinadas pessoas de 62 e de 61 anos, mantendo o esquema de reservar um dia para homens e o outro para mulheres, e um terceiro para repescagem em todas as pessoas.

Até o próximo dia 30, os trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose no mês de maio também podem procurar os postos para receber o reforço. Já em dezembro, será a vez dos profissionais da área que receberam a segunda aplicação em junho.

Somente na cidade do Rio, foram 11.309.487 doses aplicadas e 4.696.855 de pessoas já estão com o esquema vacinal completo. Ainda segundo o painel da Prefeitura, 69,6% da população está com o ciclo completo, ou seja, já tomaram as duas doses da vacina ou a dose única.

Mais Recentes da CNN