Rio de Janeiro descobre mutação na variante de Manaus do novo coronavírus

Cepa batizada de P1.2, por ser derivada da linhagem P.1, é a 33ª encontrada no estado; ainda não se sabe se ela é mais transmissível ou letal que as demais

Stéfano Salles, da CNN no Rio de Janeiro 

Ouvir notícia

Mais uma variante do novo coronavírus foi descoberta no Rio de Janeiro. Ela foi batizada como P1.2, por ser produto de uma mutação ocorrida na linhagem P.1, conhecida por ter sido identificada em Manaus e ter se espalhado pelo Amazonas, antes de alcançar o restante do país. 

A descoberta foi comunicada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (6), depois de análises de genomas feitas pelo Laboratório Central Noel Nutels (Lacen/RJ) entre os dias 24 de março e 16 de abril. 

O mapeamento foi feito com 376 amostras de 57 dos 92 municípios do estado. O estudo mostra que a linhagem P.1 está presente em todas as regiões e continua prevalente: foi encontrada em 91,49% das amostras positivas analisadas. 

A nova variante, contudo, já aparece na segunda posição, com 5,85%, à frente da B.1.1.7, de procedência do Reino Unido, presente em 2,13%, e a P.2, que responde por 0,53% dos casos do estado. 

Subsecretária de Vigilância em Saúde da SES, Cláudia Mello, idealizadora da pesquisa, explica que a nova variante já está presente em pelo menos três regiões do estado. 

“A nova variante foi encontrada principalmente na Região Norte, mas também em amostras nas regiões Metropolitana, Centro e Baixada Litorânea. A partir deste resultado, o monitoramento segue aprofundando os efeitos que poderão ser apresentados, ou seja, o comportamento epidemiológico da variante. Até o momento, não se pode avaliar se é mais transmissível ou letal”, afirma. 

De acordo com a Rede Genômica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que recebe dados de sequenciamentos genômicos feitos também por outras instituições no país, já foram encontrados no Rio de Janeiro outras 32 variantes do novo coronavírus. A descoberta da SES ainda não consta na lista. 

Exame confirmou a presença da nova variante do coronavírus
Paciente faz exame para detectar presença de variante do novo coronavírus
Foto: Ernesto Carriço/Enquadrar/Estadão Conteúdo

Na última quarta-feira, o Rio de Janeiro registrou 7,5 mil novos casos de Covid-19 no intervalo de 24 horas, o segundo maior número desde o início da pandemia. De cordo com a SES, o estado atingiu também a maior média móvel desde o início da pandemia, com 3.922 novos casos diários. 

O Rio de Janeiro já tem 761.216 infecções confirmadas desde o início da pandemia que provocaram 45.581 mortes – números que colocam o estado como sétimo em maior número de casos e segundo em quantidade de óbitos, atrás apenas de São Paulo, que soma 98.710 vítimas.

Mais Recentes da CNN