Rio tem maior queda de internações e de mortes por Covid-19 desde julho de 2020

No caso de mortes, redução chega a 38%, segundo Mapa de Risco da Covid-19

Cleber Rodriguesda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O estado do Rio iniciou o mês de outubro com reduções nos principais índices de monitoramento do coronavírus. De acordo com o Mapa de Risco da Covid-19, divulgado na última sexta (1º), houve queda de 38% no número de óbitos provocados pelo coronavírus e de 37% nas internações por síndrome respiratória aguda grave causadas pela Covid-19.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, essas foram as maiores reduções desde o início do estudo, em julho do ano passado.

De acordo com o Mapa de Risco da Covid-19, a taxa de ocupação nos leitos de UTI passou de 52% no levantamento anterior para 48% na estatística mais recente. Nas enfermarias, a queda foi de 6%, ficando atualmente em 30%. São as menores reduções desde o início do ano, segundo o estudo.

Com o atual cenário, o governo do estado também destacou que nenhuma das nove regiões encontra-se na bandeira vermelha, considerada de alto risco de contaminação.

Capital fluminense registra menor taxa de internação por Covid-19

De acordo com o último boletim epidemiológico, a cidade do Rio registrou queda de 56% nas internações. Foram 290 entre os dias 19 e 25 de setembro. Já entre 15 e 21 de agosto, eram 663 pacientes internados.

A taxa de letalidade deste ano está em 5,6%, contra 8,8% em 2020, e a de mortalidade, em 223 a cada 100 mil habitantes, contra 286,2 a cada 100 mil habitantes no ano passado. Segundo as autoridades municipais, os números positivos estão relacionados ao avanço da vacinação.

Queda acompanha cenário nacional

No mês de setembro, o Brasil registrou o menor número de mortes e casos de Covid-19 mensais de 2021. Foram reportados 16.336 óbitos e 650.203 infecções pela doença no país. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde divulgados nesta quinta-feira (30).

O país registrou 627 mortes e 27.527 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Com a atualização, o Brasil tem um total de 596.749 vítimas e 21.427.073 infecções confirmadas desde o início da pandemia, em março de 2020.

Mais Recentes da CNN