Saiba como mesclar atividade física e dieta para potencializar a perda de peso

Para quem busca o emagrecimento, é fundamental é fazer déficit calórico, ou seja: comer menos calorias do que gasta, dizem especialistas

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Um dos primeiros passos para a mudança de hábitos de quem deseja perder peso é começar uma atividade física. Embora os benefícios da prática moderada e regular de exercícios sejam amplamente conhecidos, apenas isso pode não ser suficiente.

A alimentação é a nossa fonte de ingestão de calorias. Porém, os exercícios contribuem para eliminar apenas parte dessas calorias.

Na edição desta terça-feira (19) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou como aliar atividade física a uma dieta equilibrada pode potencializar a perda de peso.

O gasto de energia pelo corpo humano está associado a pelo menos três fatores principais, que incluem a manutenção do funcionamento do organismo, o próprio processo de digestão e a atividade física. Segundo Gomes, a maior parte do gasto calórico está concentrada nas funções básicas do corpo, como o bombeamento do sangue, a respiração e atividade cerebral.

“Já existe um gasto calórico basal que representa 80% que é simplesmente para manter o corpo vivo e as células funcionando, e existe uma porcentagem relacionada ao próprio processo de digestão. Quando estou fazendo a minha digestão eu também estou gastando caloria”, diz.

Segundo o especialista, a forma como cada tipo de organismo reage à prática de exercícios depende da distribuição individual de músculo e gordura.

“O músculo gasta mais energia do que a gordura. Então, uma pessoa muito pesada porque no decorrer da sua vida treinou e tem uma quantidade de músculo até geneticamente maior do que de gordura, naturalmente ela vai ter uma tendência maior a não ganhar peso”, explica.

O neurocirurgião afirma que exercícios intensos podem provocar um gasto calórico e acelerar o metabolismo de maneira mais potente. “Não adianta nada você fazer um treino de alta intensidade uma vez na vida. É muito melhor você incorporar atividade física regular, sempre contemplando alongamentos”, alerta.

Para quem busca o emagrecimento, é fundamental é fazer déficit calórico, ou seja: comer menos calorias do que gasta. “Existem três formas de fazer esse balanço energético negativo: ou diminuir o que come, ou aumentar o que gasta ou os dois ao mesmo tempo. Mas é muito mais fácil fazer esse déficit diminuindo o que come do que aumentando o que gasta”, explica o médico do esporte Walid Nabil.

O especialista explica que é possível emagrecer apenas controlando a quantidade de calorias ingeridas ao longo do dia. No entanto, a prática de exercícios pode potencializar a perda de peso, além de trazer benefícios para saúde que incluem aumento da força muscular, melhora da qualidade do sono e do condicionamento e redução do colesterol e triglicérides, além de elevação do bem-estar e dos ganhos para a saúde mental.

“Se você não pisar na academia e só fazer dieta consegue emagrecer. Mas não é um emagrecimento saudável e muito menos sustentável porque 90% das pessoas que emagrecem e sustentam o peso emagrecido fazem algum tipo de exercício físico para não precisar viver em restrição”, comenta.

Confira mais notícias sobre atividade física no site da CNN.

Mais Recentes da CNN