São Paulo antecipa vacinação de profissionais de saúde com mais de 18 anos

Grupo, incluindo estagiários no último ano, começa a ser imunizado contra Covid-19 nesta sexta-feira (28); prefeitura passa a exigir comprovante de residência

Profissionais da saúde com mais de 18 anos e estagiários começam a ser vacinados contra Covid-19 em São Paulo
Profissionais da saúde com mais de 18 anos e estagiários começam a ser vacinados contra Covid-19 em São Paulo Foto: Divulgação/Governo de SP (17.mai.2021)

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de São Paulo antecipou para esta sexta-feira (28) a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da saúde acima de 18 anos. Estagiários da área cursando o último ano também passarão a ser imunizados.

Ao anunciar, na quinta-feira (27) a antecipação da vacinação, a prefeitura afirmou que, a partir de agora, deverá ser apresentado um comprovante de residência do município para tomar a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus.

Os profissionais de Saúde também precisam apresentar documento do Conselho de Classe ou comprovante de profissão (certificado ou diploma). Já os estagiários precisam estar no último ano do curso profissional.

Nesta fase da campanha são priorizados médicos, enfermeiros/técnicos auxiliares, nutricionistas, fisioterapeutas/terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, técnicos de laboratório que façam coleta para exames RT-PCR e análise de amostra de Covid-19, farmacêuticos, técnicos de farmácia, odontólogos, auxiliares e técnicos de saúde bucal, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais de Educação Física e médicos veterinários.

Vacinação de outros grupos

Também nesta sexta, começaram a ser vacinados contra o novo coronavírus as pessoas do grupo de 40 a 44 anos com comorbidades e beneficiários do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC). 

Outro grupo que começou a ser imunizado nesta sexta-feira é o dos trabalhadores aeroviários no estado de São Paulo. Os primeiros funcionários a serem imunizados são os que atuam nos aeroportos de Congonhas, na capital, Cumbica, em Guarulhos, e Viracopos, em Campinas.

O governo paulista espera vacinar 19 mil pessoas nessa etapa. Receberão a vacina funcionários dos terminais, de companhias aéreas e de empresas prestadoras de serviços.

Mais Recentes da CNN