São Paulo vai retirar máscaras apenas se cenário seguir estável, diz secretário

Em entrevista à CNN, secretário municipal de Saúde falou sobre estudos da prefeitura de São Paulo para liberação

Produzido por Juliana Alvesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou neste domingo (10) que a decisão de eliminar a obrigatoriedade do uso de máscaras em áreas externas na capital paulista só será tomada se os dados da Covid-19 na cidade indicarem um cenário adequado para a mudança da regra.

“Vamos levar em conta, além dos índices de internação na cidade, a experiência que outros países tiveram no mundo. Será uma série de estudos que a gente deve concluir nos próximos dias, ao lado do fator mais importante, que é o avanço da vacinação”, disse Aparecido. “A nossa ideia é exatamente ter números muito precisos, conseguir construir um cenário muito claro e aí, sim, com isso, avançarmos em uma medida como essa.”

De acordo com a secretaria, São Paulo tem 87% da população vacinada com a segunda dose, e a previsão é que, na primeira semana de novembro, a cidade tenha 100% da população com sua vacinação completa.

/ CNN/Reprodução

A prefeitura já autorizou a realização de eventos com lotação superior a 500 pessoas e a realização de eventos esportivos com público com a apresentação obrigatória do comprovante de vacinação.

O secretário afirmou que a cidade estuda o momento da pandemia para poder tomar uma decisão concreta. “Na capital, sempre fomos mais restritivos. Mas, se os números da pandemia continuarem estabilizados como estão hoje, nós vamos poder avançar nessas medidas”, disse.

Mais Recentes da CNN