Saúde nega transmissão local de variante da Índia e enviará testes ao Maranhão

Ministro da Saúde diz que 600 mil testes de antígeno serão enviados para o estado; outros 2,4 milhões serão distribuídos nos próximos dias

Anna Satie, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou neste sábado (22) que haja transmissão local da variante da Índia, após a detecção de seis casos num navio na costa do Maranhão

“Não há indício de transmissão comunitária da variante indiana, mas a vigilância em saúde do ministério tem trabalhado fortemente”, afirmou.

Ele anunciou que a pasta enviará 600 mil testes rápidos de Covid-19 ao estado, que sairão de Guarulhos (SP) ao meio-dia deste domingo (23). 

Os exames serão feitos em locais como rodoviárias, rodovias e aeroportos. O ministro explicou que, caso o teste seja positivo, o indivíduo fará outro, do tipo RT-PCR com pesquisa genômica para detectar a possibilidade de ser a nova variante. 

“Estamos atentos a possíveis casos em outros estados e a conduta será a mesma”, falou. 

Queiroga disse que outros 2,4 milhões de testes serão distribuídos nos próximos dias a todo o país, com prioridade para regiões de fronteira e aeroportos com trânsito de passageiros internacionais.

“Temos que evitar a transmissão dessa variante e vamos utilizar de todas as estratégias”, declarou o ministro. 

O secretário-executivo do Ministério, Rodrigo Cruz, reforçou que uma portaria de semana passada veda a chegada de estrangeiros vindos da Índia, Reino Unido, Irlanda do Norte e África do Sul. Pessoas vindo ao Brasil dessas nações devem ficar em quarentena por 14 dias em outro país antes de embarcarem. 

Luana Araújo

O ministro também comentou o recuo na indicação da infectologista Luana Araújo para a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19. Ele não falou qual foi a razão para ela não assumir o cargo, mas negou que haja qualquer interferência. 

“A doutora Luana é uma pessoa muito qualificada, de currículo excelente. Foi convidada para o cargo, mas não houve a nomeação e agora procuramos uma pessoa com perfil semelhante ao da doutora para ocupar essa posição”, falou. “O ministério está trabalhando fortemente e quando souber, vamos anunciar”. 

Mais Recentes da CNN