Testagens eficientes são fundamentais para conter avanço da COVID-19, diz médico

Especialista avalia a curva de contágio da doença no país

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Sem sinais de que está achatando, a curva da pandemia do coronavírus no Brasil não para de se inclinar para cima, apesar dos esforços das autoridades de saúde. Na quarta-feira (29), ao atingir o patamar de mais de 6 mil novos casos confirmados por dia, o Brasil subiu para o 2º lugar na velocidade da infecção, atrás apenas dos Estados Unidos, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), tabulados pela Universidade Johns Hopkins.

O infectologista Marco Aurelio Safadi explicou à que CNN que existem três pilares que são considerados fundamentais para que o os países consigam conter o avando novo coronavírus no país. São eles: as testagens eficientes em casos suspeitos, uso de máscaras além do isolamento e restrição da mobilidade das pessoas. Para o especialista, o Brasil está fragilizado. 

“Nesses pilares, neste momento, estamos fragilizados pois os exames não chegaram da forma que a gente gostaria e as restrições de isolamento perderam muita força nas últimas semanas, o que compromete a nossa capacidade de lidar com a taxa de transmissão. Em resumo, é isso que explica o cenário de transmissão do vírus aqui na nossa comunidade.”

O médico também avaliou as subnotificações no país e acredita o número de casos seja ainda maior. “O estudo também estima o quão fiel é o reporte de casos. No Brasil, o nosso número de casos é de 10 vezes mais, ou seja, a cada vez qie confirmamos um caso, você teria que multiplicar por 10 para ter o número real de casos em função da indisponibilidade de testes”, complementa.

 

Mais Recentes da CNN