Tosse é o principal sintoma de casos positivos de Covid-19, segundo pesquisa

Farmácias realizaram 3,3 milhões de testes rápidos para a Covid-19 nos seis primeiros meses de 2021, segundo levantamento da Abrafarma

Teste rápido para detectar a Covid-19
Teste rápido para detectar a Covid-19 Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Gabriela Troian, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

As farmácias de todo o país realizaram 3,3 milhões de testes rápidos para a Covid-19 nos seis primeiros meses de 2021. O que dá uma média de mais de 20 mil testes por dia. Os dados são da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), que em parceria com a plataforma Clinicarx, analisou o perfil destas testagens.

Os sintomas mais comuns apresentados pelos pacientes sintomáticos foram tosse (68,7% das pessoas), nariz escorrendo (53,6%), dor de garganta (49,0%) e dor de cabeça (48,8%). Sintomas considerados “típicos” da Covid-19, como diarreia (22,4%), dispneia (18,1%), febre (11,9%) e perda do olfato ou paladar (9,5%), foram menos frequentes.

Pessoas de 18 a 39 anos representam 49% dos pacientes atendidos. Adultos entre 40 e 59 anos foram o segundo maior grupo, com 33%, seguidos por idosos acima de 60 anos, com 11%.

Entretanto quando se fala em resultados positivados, os idosos ficaram em primeiro lugar, com 34,5% de testes positivos para antígeno. Logo na sequência, adultos de 40 a 59 anos com 31% de casos confirmados, e adolescentes, com 27%. crianças representaram o menor índice com 20% das infecções.

Tipos de testes 

Entre os testes de antígenos, que identificam se a pessoa está ou não com o vírus transmissor da Covid-19, uma em cada quatro apresentaram resultado positivo. Já os testes de anticorpos, que detectam o IgA, IgM e IgG, um em cada três testes foram positivos. 

Entre os dois tipos de testes oferecidos nas farmácias brasileiras, os de antígeno foram os mais procurados, representando 85% do total de atendimentos e apenas 15% foram testes de anticorpos.

Ao analisar os testes positivados, o estudo indica que 90% dos pacientes estavam sintomáticos, já os 10% restantes eram assintomáticos e descobriram estar com coronavírus graças aos testes rápidos. 

Em abril de 2020, as farmácias ganharam aval para a realização dos testes rápidos da Covid-19. Desde então, mais de 4,2 mil estabelecimentos aplicaram mais de nove milhões de testagens, notificadas ao Ministério da Saúde

Tópicos

Mais Recentes da CNN