Usar óculos pode fazer uma pessoa parecer mais inteligente, mesmo sem motivo

No passado, o uso de óculos era malvisto pela sociedade, enquanto hoje o acessório é associado à cultura nerd

Óculos não estavam na moda no início, muito menos eram remotamente legais
Óculos não estavam na moda no início, muito menos eram remotamente legais Getty Images

Harry Entenda CNN

Ouvir notícia

Admita: se você vê alguém usando óculos, você acha que essa pessoa tem uma boa chance de ter um QI acima da média.

Como ex-procuradora-assistente do Bronx e autora do artigo jurídico “Vejo Você: Como Réus Tem Usado a Defesa Nerd para Influenciar a Percepção dos Jurados”, Sarah Mariucci me disse que os óculos estão “associados à leitura, quantidades significativas de leitura na infância, uma persona nerd, uma persona inteligente”.

Este fato me deixou com inveja das pessoas que usam óculos. Acabei de fazer um exame oftalmológico e, como em todos os exames oftalmológicos anteriores, descobri que tenho uma visão perfeita.

Mas devo me preocupar? Precisar de óculos significa que você é mais inteligente? E de onde vieram nossos estereótipos – bons e ruins – sobre óculos? Acontece que a história dos óculos é muito mais complicada do que eu imaginava.

Embora os óculos tenham sido provavelmente inventados no início dos anos 1300, eles não se proliferaram até o século 18, quando as pessoas começaram a fazer óculos com têmporas, para que você pudesse andar sem que eles caíssem.

Os óculos não estavam na moda no início, muito menos eram remotamente legais.

Neil Handley, curador do British Optical Association Museum, me disse para olhar para as pessoas nas primeiras pinturas usando óculos. “Eles são agiotas. Eles são sovinas, são oficiais do governo – pessoas que gostaríamos que nos ignorassem, mas elas não o fazem”, diz.

Sovinas? Agiotas? De acordo com Handley, esse preconceito contra os óculos – que muitas vezes era apenas um antissemitismo velado – era tão difundido que as pessoas que precisavam de óculos simplesmente não os usavam.

Mas não eram apenas as pessoas comuns que estavam preocupadas com a aparência se usassem óculos. Foi uma decisão altamente calculada para políticos de alto nível também.

Handley mencionou que Adolf Hitler era um exemplo notório de alguém que usava óculos, mas se recusava a ser fotografado com eles. Ele não foi o único líder mundial que evitou ser visto em suas lentes. De fato, em seus retratos oficiais da Casa Branca, apenas três presidentes são pintados usando óculos: Teddy Roosevelt, Woodrow Wilson e Harry Truman.

Quando nossas percepções de óculos começaram a mudar para uma onda nerd mais legal? Foi apenas nas últimas décadas, e Handley, para meu desgosto, disse que pode ter sido por causa de Harry Potter.

Claro, os advogados de defesa sabem há anos que os óculos podem fazer alguém parecer mais inteligente. Eles vêm tentando usar há muito tempo a “defesa nerd”. Houve o caso da assassina condenada, Jodi Arias, acusada de colocar óculos para o júri. Se ela estava fazendo isso para parecer menos culpada, a estratégia não funcionou.

Isso não impediu que outros tentassem. Mariucci apontou que quando um réu é acusado de “um crime violento e você está usando óculos, você é menos intimidador para o júri”. Os advogados de defesa estão tentando fazer com que o júri pense “veja como os réus parecem doces, inteligentes, nerds e pacíficos”.

Tudo isso está tentando chegar ao “processo de pensamento subconsciente” de um jurado de que pessoas com óculos são inteligentes demais para cometer um crime violento.

E acontece que os estereótipos da sociedade podem ter uma base de fato. Falei com Michelle Luciano, geneticista comportamental e professora da Universidade de Edimburgo, na Escócia.

Ela trabalhou em um estudo de 2018 envolvendo mais de 300 mil pessoas que se propuseram a examinar o genoma humano em sua totalidade e ver se há algum tipo de marcador genético ligado a uma maior função cognitiva.

O estudo descobriu que havia alguma relação entre miopia, ou vista curta, e inteligência, mas há muitas outras coisas acontecendo também. Para os nerds, havia uma correlação de +0,32 entre as duas variáveis.

Claro, lembre-se da frase “correlação não implica causalidade”. A necessidade de usar óculos pode estar ligada à inteligência, mas isso não significa que a visão ruim esteja causando o aumento da inteligência.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN