Vacina inalável contra a Covid-19 mostra bons resultados

Imunizante da CanSino BioLogics produziu nível semelhante de anticorpos à versão injetável, aponta estudo

Roxanne Liu e Ryan Woo, da Reuters

Ouvir notícia

 

Uma versão da vacina contra a Covid-19 que pode ser inalada, produzida pela CanSino BioLogics, desencadeou respostas imunológicas sem efeitos colaterais graves, mostrou um ensaio clínico em estágio inicial.

O candidato de duas doses requer dosagens mais baixas do que a versão injetada e pode ajudar a CanSino a aumentar sua capacidade de produção, disse o presidente-executivo da empresa em abril.

Duas doses inaladas da vacina Ad5-nCoV, administradas com 28 dias de intervalo, produziram níveis semelhantes de anticorpos neutralizantes aos de uma única injeção, de acordo com um artigo revisado por especialistas.

As leituras são baseadas em dados de um estudo de Fase I envolvendo 130 participantes adultos saudáveis na China e publicado na revista médica Lancet Infectious Disease na segunda-feira (28). A vacina inalada não causou efeitos colaterais graves no estudo, disse o jornal.

Alguns dos participantes do ensaio receberam a versão injetável da vacina seguida por um reforço inalatório 28 dias depois. O grupo induziu fortes respostas de anticorpos neutralizantes, disse o relatório.

Os autores do artigo incluem pesquisadores da Academia de Ciências Médicas Militares, CanSino Biologics e outras instituições chinesas.

A vacina Ad5-nCoV injetada em dose única já está liberada para uso na China, México e Paquistão.

Frasco da vacina contra Covid-19 Convidencia, produzida pela CanSino
Frasco da vacina contra Covid-19 Convidencia, produzida pela CanSino
Foto: Javier Torres/AFP via Getty Images (3.jun.2021)

Mais Recentes da CNN