Vice-presidente da FNP pede reforço de medidas sanitárias diante de novas cepas

'Brasil ainda está muito suscetível às novas cepas', disse Dário Saadi

Barreira sanitária contra cepa indiana da Covid-19 no aeroporto de Congonhas, capital paulista
Barreira sanitária contra cepa indiana da Covid-19 no aeroporto de Congonhas, capital paulista Foto: Renan Fiuza/CNN

Amanda Garcia, da CNN Rádio

Ouvir notícia

O prefeito de Campinas e vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Dário Saadi (Republicanos), defende que o governo federal adote medidas mais efetivas para conter a entrada das novas cepas do coronavírus no país.

Em entrevista à CNN nesta quarta-feira (2), ele disse que as medidas sanitárias adotadas até aqui não são suficientes: “Da forma que está, o Brasil está muito suscetível às novas cepas.”

Na terça (1º), uma reunião da FNP com 15 prefeitos de cidades com aeroportos internacionais formalizou um ofício encaminhado para o Ministério da Saúde e para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o reforço das medidas.

Saadi disse que, entre os pedidos, estão a exigência de testes para a Covid-19 antes de o viajante embarcar para o Brasil, “como muitos países exigem de brasileiros”.

“Outra coisa também é a obrigatoriedade de indicar endereço ou hotel que vão ficar caso ocorra alguma mudança nos sintomas, e o  Ministério da Saúde deve disponibilizar hotéis credenciados para ficar por 14 dias, cumprindo a quarentena”, completou.

Segundo o vice-presidente da FNP, não há previsão de resposta do Ministério da Saúde para o ofício, mas ele pede pressa para que as novas medidas sejam adotadas o mais rapidamente possível: “Estamos aguardando, é importante aumentar as exigências, especialmente porque a cepa originária da Índia é aparentemente mais agressiva e transmissível.”

Mais Recentes da CNN