Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Xangai endurece novamente o lockdown à medida que as restrições entram no 2º dia

    Casos diários de Covid-19 superaram os 4.400 diagnósticos na localidade

    Rua bloqueada em Xangai, em 28 de março de 2022, dia em que começa nova fase de bloqueio contra Covid-19
    Rua bloqueada em Xangai, em 28 de março de 2022, dia em que começa nova fase de bloqueio contra Covid-19 Kyodo News via Getty Images

    Brenda Gohda Reuters

    Xangai, a cidade mais populosa da China, endureceu novamente nesta terça-feira (29) a primeira fase de um lockdown de duas fases contra Covid-19, pedindo a alguns residentes que permanecessem dentro de bares para serem testados à medida que o número de casos diários crescia além de 4.400.

    O centro financeiro da China, lar de 26 milhões de pessoas, está em seu segundo dia de um lockdown, em que as autoridades locais estão dividindo a cidade aproximadamente ao longo do rio Huangpu, dividindo o centro histórico do distrito comercial e industrial de Pudong oriental para permitir testes escalonados.

    Enquanto o número de casos em Xangai continua modesto pelos padrões globais –um recorde de 4.381 casos assintomáticos e 96 casos sintomáticos em 28 de março– a cidade se tornou um campo de testes para a estratégia “zero-Covid” do país ao tentar colocar sob controle a variante altamente infecciosa Omicron.

    Os residentes a leste do Huangpu foram inicialmente trancados em conjunto habitacionais na segunda-feira (28), mas na maioria dos casos foram autorizados a se locomover internamente. Na terça-feira, porém, dois residentes disseram à Reuters que foram informados por seus comitês de vizinhança que não tinham mais permissão para sair de casa.

    “As crianças ainda estavam fazendo piqueniques ontem e se divertindo”, disse um deles, que se recusou a ser nomeado citando preocupações com privacidade.

    Imagens de drones publicadas pela mídia estatal chinesa mostraram ruas desertas em torno dos arranha-céus do distrito financeiro Lujiazui em Pudong. O transporte público no leste foi fechado, e todos os veículos não aprovados foram impedidos de circular.

    A Bolsa de Valores de Xangai, na parte oeste da cidade, disse ter mantido funcionários dentro de seu prédio apenas para posições-chave, tais como operações comerciais e do sistema técnico, enquanto outros trabalham em casa.

    Os residentes da parte oeste da cidade continuaram a correr para as mercearias e mercados de vegetais para estocar alimentos em antecipação à data de início das restrições em 1º de abril, com longas filas e multidões.

    Entretanto, a cadeia de hipermercados americana Costco Wholesale Corp, cuja loja em Xangai atraiu nos últimos dias longas filas de compradores, disse que estaria fechando a partir desta terça-feira, antes do lockdown, junto com alguns ginásios e shopping centers que também se encontram nos distritos ocidentais de Xangai.