Astronautas dos EUA fazem 300ª caminhada espacial durante manutenção da ISS


Ashley Strickland, da CNN
21 de julho de 2020 às 15:39

Os astronautas Chris Cassidy e Robert Behnken conduziram uma caminhada espacial nesta terça-feira (21) do lado de fora da Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês) para atualizar sistemas. Foi a 300ª caminhada espacial de astronautas dos Estados Unidos, segundo a Nasa.

A caminhada espacial começou às 8h12 (horário de Brasília) e terminou às 13h41, após cinco horas e meia.

Durante a caminhada espacial, Cassidy e Behnken instalaram uma unidade de proteção usada para armazenar ferramentas para o robô Dextre, da Agência Espacial Canadense, bem como duas unidades de localizador de vazamento externo robótico. 

O Dextre pode usar essas unidades para detectar vazamentos de amônia, usada no sistema de refrigeração da estação.

Trabalhando na estação, os astronautas também removeram dois equipamentos da base dos painéis solares que foram usados antes do lançamento.

Assista e leia também:

SpaceX: astronautas fazem caminhada do lado de fora de estação espacial

Virgin Galactic e Nasa se aliam para missões privadas à Estação Espacial

Eles prepararam ainda o módulo Tranquility para a câmara comercial NanoRacks, que chegará à estação em um voo de carga da SpaceX ainda este ano. Essa câmara de ar ajudará na implantação de experimentos.

Durante o trabalho no módulo, os astronautas descobriram detritos orbitais externos, removidos com o uso de um raspador. Eles também direcionaram os cabos de internet e removeram um filtro de uma lente em uma câmera externa.

Uma futura caminhada espacial no final deste ano concluirá as atualizações do sistema de energia da estação espacial, substituindo uma bateria de íon de lítio instalada em 2019 que sofreu um curto-circuito.

Será o fim das atualizações do sistema de energia da estação espacial realizadas nos últimos três anos e meio para substituir 48 baterias antigas de níquel-hidrogênio por 24 novas baterias de íons de lítio.

Astronauta Robert Behnken (E) troca baterias da Estação Espacial Internacional

O astronauta Robert Behnken (E) troca baterias da Estação Espacial Internacional durante a 300ª caminhada espacial de astronautas dos Estados Unidos

Foto: Nasa

Essas atualizações do sistema de energia, no entanto, não são tão simples substituir como as pilhas de um controle remoto de TV. As novas baterias têm uma massa de 195 quilos, cada. As atualizações exigiram 11 caminhadas espaciais desde janeiro de 2017.

Ambos os astronautas são veteranos das caminhadas espaciais. Este foi o décimo empreendimento externo tanto para Cassidy quanto para Behnken, segundo a Nasa. Isso os coloca ao lado dos astronautas da Nasa Michael López-Alegría e Peggy Whitson com o maior número de caminhadas espaciais entre os americanos.

Behnken, juntamente com o astronauta Doug Hurley, deixou a Terra e juntou-se à Cassidy em direção à estação espacial em 31 de maio. Eles estavam a bordo da nave Crew Dragon, da SpaceX, durante a missão Demo-2.

Na semana passada, a agência anunciou que Behnken e Hurley retornarão na Crew Dragon em 2 de agosto.

Embora essa tenha sido a 231ª caminhada espacial na história da montagem, manutenção e atualização da estação espacial, é a 300ª caminhada espacial que envolve astronautas norte-americanos.

A primeira caminhada espacial de um astronauta americano foi conduzida pelo astronauta Ed White em 3 de junho de 1965. Ele deixou a cápsula Gemini 4 às 16h45 (hora de Brasília) e permaneceu fora dela por 23 minutos.

Ed White, primeiro astronauta a fazer caminhada espacial em 1965

A primeira caminhada espacial de um astronauta americano foi conduzida pelo astronauta Ed White em 3 de junho de 1965

Foto: Nasa

A Gemini 4 circulou a Terra 66 vezes em quatro dias. White começou sua caminhada sobre o Oceano Pacífico, perto do Havaí, e voltou para dentro da cápsula enquanto sobrevoava o Golfo do México.

Ele saiu da espaçonave usando uma pistola manual de jato de oxigênio para se empurrar para fora, presa a uma corda de segurança de 7 metros. O astronauta James McDivitt, na missão com White, tirou fotos de White no espaço de dentro da cápsula.

White disse mais tarde que a caminhada espacial era a parte mais confortável da missão e que a ordem para encerrá-la era o "momento mais triste" de sua vida, segundo a Nasa.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)