Tok the Vote: perfis do TikTok lançam campanha para registrar eleitores nos EUA


Rachel Janfaza, da CNN
10 de setembro de 2020 às 22:28
Celular com logo do TikTok

Celular com logo do TikTok

Foto: Shutterstock

Criadores de conteúdo no TikTok estão lançando uma campanha, nesta sexta-feira (11), voltada para alcançar possíveis novos eleitores nos Estados Unidos, por meio de virais no aplicativo de vídeos curtos.

De acordo com os organizadores, a campanha "Tok the Vote" ("Tok o Voto", em tradução livre) é a primeira do tipo realizada na plataforma de maneira nacional. Eles esperam que os vídeos alcancem pessoas que possam se registrar antes do fim dos prazos eleitorais.

A partir desta sexta, participantes são encorajados a mudar o link na biografia do perfil no TikTok para www.tokthevote.com, mudar a foto de perfil para uma imagem que diz "Tok the Vote" que será enviada aos participantes e publicar um vídeo em suas próprias páginas com a hashtag #TokTheVote. 

Leia também:

TikTok atualiza políticas de conteúdo contra desinformação nas eleições dos EUA

Usuários do TikTok dizem ter sabotado comício de Donald Trump

Até agora, a coalizão Tok the Vote reuniu mais de 300 usuários em todo o país com uma audiência combinada de 20 milhões de visualizadores, de acordo com Colton Hess, o fundador de 25 anos do Tok the Vote. 

Apesar do potencial banimento pelo presidente Donald Trump do TikTok — a companhia processou o governo pelo decreto de Trump — organizadores continuam se mobilizando pelo app de vídeos. Se pessoas jovens estão no TikTok, os organizadores acreditam que precisam estar lá também. 

"A geração Z será um grupo decisivo na eleição de 2020, e o TikTok é a plataforma que eles escolhem para informação e entretenimento", disse Hess.

"A Covid-19 colocou uma barreira enorme no registro de eleitores, com os eventos presenciais cancelados, e o voto da juventude é o mais afetado por festas de formatura, colações de grau e outras oportunidades de registro sendo canceladas. Nós precisamos encontrar esses eleitores em potencial onde eles estão — no TikTok — e encorajar os criadores de conteúdo que eles conhecem e confiam a conectá-los com a informação e os recursos que precisam". 

Os organizadores estão usando a ferramenta do Vote.org para registro de eleitores no website deles. De acordo com o Tok the Vote, eles poderão monitorar os registros, por meio da campanha deles com links individualizados.

O Vote.org disponibiliza suas ferramentas digitais a uma ampla gama de iniciativas de engajamento, como esta, que tenta usar a tecnologia para alcançar eleitores neste ano.

Até o momento, participantes que se cadastraram na campanha incluem TikTokers com milhões de seguidores, bem como outros com perfis menores.

Analistas manifestaram preocupação com a segurança do aplicativo, uma vez que o TikTok é de uma companhia chinesa que coletaria a localização e os metadados dos usuários.

Por sua vez, o TikTok nega esses temores, dizendo que são "infundados". O aplicativo, que é especialmente popular entre membros da geração Z, disparou em downloads nos últimos meses.

Hess diz que não está mais preocupado com ameaças de segurança no TikTok do que em qualquer outra rede social.

"Com qualquer império de mídias sociais, vão haver algumas preocupações, mas o TikTok é uma plataforma e a votação é um movimento", disse. "Então estamos focados em alcançar essas pessoas onde estiverem". 

Hess trabalhou com tecnologia, anteriormente. Ele deixou o emprego como gerente de produto na Amazon em julho para se dedicar em tempo integral à eleição, disse, colocando sua energia no Tok the Vote.

Um criador de conteúdo no TikTok que se descreve como "especialista do TikTok", Hess percebeu que, apesar de contas individuais estarem falando sobre política e a eleição de 2020, não havia antes um esforço concentrado no aplicativo voltado ao registro de eleitores.

Consciente do número de jovens no aplicativo, que estão aptos a votar em novembro, bem como a maneira que as tendências aparecem no TikTok por conta do algoritmo usado para a página For You, Hess reconheceu uma oportunidade para registrar eleitores por meio do app.

O TikTok atrai audiências jovens e nem todos os usuários têm idade para votar, mas os TikTokers não têm requerimento etário para participar da campanha.

"Eu acho que o voto dos jovens é de importância crítica neste ano. E é um risco enorme se não chegarmos a eles", disse Hess sobre a comunidade do TikTok.

Como Hess assinalou, o TikTok provou ser uma ferramenta para organizadores e defensores políticos neste verão.

Usuários da plataforma afundaram o comício de Trump em Tulsa ao reservarem ingressos para o evento sem intenção de comparecer, em um esforço para minguar os números de participação.

Ao longo dos últimos meses, TikTokers racializados e aliados têm usado a hashtag #blacklivesmatter (Vidas Negras Importam) no app para ativismo social, oferecido dicas de como protestar com segurança e compartilhado recursos educacionais e para manifestações sobre a injustiça racial.

(Texto traduzido, leia o original em inglês)