Lagarta venenosa e peluda assusta moradores da Virgínia, nos EUA


Giulia Heyward e Saeed Ahmed, da CNN
09 de outubro de 2020 às 13:20
Departamento Florestal local alerta os moradores para ficarem longe da lagarta

Departamento Florestal local alerta os moradores para ficarem longe da lagarta, pois ele tem cerdas venenosas no pelo

Foto: Divulgação / Departamento Florestal da Virgínia

Ela é pequena, peluda e você não deve se aproximar dela. Considerada uma das lagartas mais venenosas dos Estados Unidos, a lagarta da mariposa flanela foi vista em vários “parques ou estruturas próximas” no leste do estado norte-americano da Virgínia.

O Departamento Florestal local alerta os moradores para ficarem longe da lagarta, porque ela tem cerdas venenosas no pelo espesso e abundante.

Assista e leia também:
Jacaré é resgatado após ser fisgado por pescador em lago de condomínio em Goiás
‘Cigarras zumbis’: fungo controla mente de insetos e os obriga a infectar outros
Cientistas buscam ninho de vespas assassinas no noroeste dos EUA

“Existem pequenos fios ocos naquele material fofo e peludo”, disse à CNN Theresa Dellinger, especialista em diagnósticos do Laboratório de Identificação de Insetos da Universidade Virginia Tech. “Ela não vai se aproximar de alguém e morder, mas, se uma pessoa tocar aqueles pelos, vai receber toxinas que causam uma reação" – que pode ser erupção cutânea com coceira, vômito, glândulas inchadas, febre e uma dor muito intensa, de acordo com a Universidade de Michigan. 

Uma moradora da cidade de Richmond descreveu a sensação como a de uma faca quente entrando na pele. Uma mãe da Flórida disse seu filho adolescente começou a gritar quando foi “picado”.

A lagarta não é comumente encontrada em todo o país, e sim mais ao sul, como Texas e Missouri. Ninguém sabe ao certo por que houve tantos registros recentes na Virgínia.

“Com as mudanças em nosso clima, estamos vendo alguns insetos mudarem a população”, disse Dellinger à CNN. "Mas é cedo para dizer. Lagartas, mariposas e borboletas têm períodos cíclicos, é tudo uma questão de momento certo e as condições certas."

Embora os cientistas esperem que os predadores naturais da lagarta ajudem a mantê-la sob controle, eles devem intervir se o tamanho da população começar a ficar fora de controle.

O que fazer ao encontrar uma?

Dellinger compara a lagarta da mariposa flanela a uma picada de abelha. “Se alguém é sensível a picadas de abelha, deve procurar ajuda”, explicou a especialista. “Pessoas que tiveram reações fortes a outros insetos no passado devem ir ao médico se tiverem contato com a lagarta."

A especialista também recomenda monitorar a parte do corpo atingida para detectar quaisquer sinais de vermelhidão ou bolhas. As vítimas devem enxaguar bem a pele com água e sabão, colocar gelo e tomar uma aspirina para a dor. Se esta se tornar insuportável, é bom ir ao pronto-socorro.

A pesquisadora da Virginia Tech também recomenda o uso de cremes e loções com corticoides, e fazer uma intervenção com fita adesiva na área, colocando-a e tirando-a rapidamente para remover as toxinas.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês.)