Twitter vai banir quem postar de forma reincidente fake news sobre Covid-19

Rede social anunciou na segunda-feira (1º) mudanças na relação com usuários que postam notícias falsas que prejudicam o combate à pandemia

Da CNN, em São Paulo
02 de março de 2021 às 13:21

O Twitter anunciou novas regras para os usuários que postarem notícias falsas sobre a pandemia na rede social. Preocupado com a disseminação de fake news sobre a Covid-19 na plataforma, o Twitter comunicou, na segunda-feira (1º), que banirá internautas que repetidamente compartilharem informações mentirosas que possam influenciar no combatete à pandemia. 

Com o uso de inteligência artificial e moderadores, a rede social vai banir posts relacionados a tratamentos precoces, que desestimulam o uso de máscaras e álcool em gel, entre outras fake news já desmentidas por cientistas sobre o coronavírus.

Primeiro, o usuário infrator será advertido de que a notícia é falsa na própria publicação. Em uma segunda postagem falsa, a pessoa será bloqueada da rede social por 12 horas, punição que se repete na terceira reicidência.

No quarto compartilhamento de fake news, o Twitter proibirá o usuário de usar a plataforma por 7 dias. Na quinta violação às regras, o perfil será suspenso para sempre, semelhante ao que aconteceu com o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que compartilhou informações falsas sobre as eleições americanas.

Celular com twitter aberto
Twitter causa polêmicas relacionadas a postagens de autoridades na rede
Foto: Pixabay