Tinder vai distribuir testes de Covid-19 para promover encontros seguros

Em tempos de pandemia, o aplicativo de namoros anunciou que vai distribuir mil testes gratuitos em 20 de março

Jordan Valinsky, da CNN
16 de março de 2021 às 15:24 | Atualizado 19 de março de 2021 às 12:39

Depois de mais de um ano de restrições para conter a pandemia do novo coronavírus, os encontros pessoais foram duramente prejudicados. Pensando nisso, o Tinder diz que está se preparando para um dos "anos de maior flerte de nossas vidas" e anunciou que vai distribuir testes de Covid-19 gratuitos para incentivar um namoro seguro. 

O aplicativo entregará os kits para 500 casais que deram ‘match’ (quando ambas pessoas se gostam). O kit é composto por um autoteste gratuito para que os usuários possam "levar sua sessão de flerte para o próximo nível", conforme anunciou a marca de propriedade do Match Group (MTCH) nesta terça-feira (16). 

Esta é uma parceria com a Everlywell, fabricante de um teste Covid-19 aprovado pelo governo federal norte-americano, para a promoção. 

Os "matchs" terão que ser rápidos porque o Tinder distribuirá apenas mil testes gratuitos no dia 20 de março, que é o primeiro dia da primavera no hemisfério Norte. 

Ao longo do ano passado, quem estava em isolamento migrou para aplicativos de namoro para conhecer e conversar com novas pessoas. 

Com isso, a receita do Tinder saltou 18% e chegou a US $ 1,4 bilhão, com o popular aplicativo de namoro impulsionando os negócios gerais do Match Group.

Outro aplicativo de namoro rival, o Bumble, viu o preço de suas ações dobrar desde que abriu o capital, há um mês. 

Aplicativo de namoro Tinder promove "match" entre usuários
Namoro na pandemia: Tinder promove match seguro entre usuários com possibilidade de testagem para Covid-19
Foto: Pixabay/Reprodução

A promoção de teste para Covid-19 tem como objetivo ajudar as pessoas a se sentirem seguras o suficiente para começarem a sair. O aplicativo disse que 40% dos matchs entre pessoas com menos de 30 anos não chegam a um encontro pessoal. 

A empresa também notou que a frase "vá a um encontro" atingiu recordes históricos nas biografias dos usuários no mês passado. 

"Parece que com a primavera chegando, as pessoas estão mais prontas do que nunca para convidar sua paixão para um encontro", disse o Tinder em um comunicado à imprensa. 

'Teste negativo não é passe livre'

O teste, claro, vem com ressalvas. A analista médica da CNN, Dra. Leana Wen, disse que o Everlywell é bastante preciso se usado corretamente, mas isso não significa que as pessoas devam enlouquecer. 

"Minha preocupação é que as pessoas não vejam um teste negativo como um passe livre. É preciso usar da maneira certa", disse Wen à CNN Business. 

Wen, médica do pronto-socorro de Baltimore e professora visitante de saúde pública da George Washington University, recomenda que as pessoas fiquem em quarentena por uma semana antes de fazer o teste e permaneçam isoladas enquanto aguardam o resultado, o que leva de 24 a 48 horas porque é preciso ser enviado pelo correio. 

“Nesse período de tempo você pode se infectar, se estiver participando de atividades de alto risco”, disse. Mesmo assim, Wen disse que o encontro amoroso mais seguro por enquanto são com pessoas vacinadas. 

“Se duas pessoas estão totalmente vacinadas, moram sozinhas e já se passaram duas semanas desde a segunda injeção, então elas podem se ver com segurança”, disse.

(Esse texto é uma tradução. Para ler a versão original, em inglês, clique aqui)