Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bill Gates afirma que Inteligência Artificial mudará nossas vidas em 5 anos

    Em entrevista a Fareed Zakaria, da CNN, empresário explica melhorias trazidas pelo avanço da IA

    O filantropo americano Bill Gates, em entrevista à CNN
    O filantropo americano Bill Gates, em entrevista à CNN CNN

    Jordan Valinskyda CNN

    Em entrevista ao Fareed Zakaria, da CNN, nesta terça-feira (16), o empresário Bill Gates previu que a Inteligência Artificial (IA) tornará a vida de todos mais fácil nos próximos cinco anos.

    A ascensão da IA suscitou o receio de que a tecnologia elimine milhões de empregos em todo o mundo. O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou esta semana que cerca de 40% dos empregos em todo o mundo poderiam ser afetados pela ascensão da IA.

    Bill Gates não discorda necessariamente dessa estimativa, mas acredita que a história mostra que com cada nova tecnologia, surge o medo e depois novas oportunidades.

    “Como tínhamos [com] a produtividade agrícola em 1900, as pessoas pensavam: ‘Ei, o que as pessoas vão fazer?’ Na verdade, muitas coisas novas, muitas novas categorias de trabalho foram criadas e estamos muito melhor do que quando todo mundo fazia trabalho agrícola”, disse Gates durante a entrevista. “É desse jeito que será”.

    Bill Gates apontou, em específico, uma grande ajuda da IA ao trabalho manual de escrita dos médicos, já que é “parte do trabalho que eles não gostam, podemos fazer isso de forma bastante eficiente”.

    Como não há necessidade de “muito hardware novo”, Gates disse que o acesso à IA será feito “pelo telefone ou PC que você já conectou pela conexão de Internet que já possui”.

    Ele também disse que as melhorias com o ChatGPT 4.0, do laboratório de pesquisa OpenAI, foram “dramáticas” porque ele pode “essencialmente ler e escrever”, portanto, é “quase como ter um colarinho branco para ser tutor, para dar conselhos de saúde, para ajudar a escrever código, para ajuda com chamadas de suporte técnico.”

    Ele disse que incorporar essa tecnologia nos setores educacional ou médico será “fantástico”.

    A Microsoft, empresa onde Gates ainda é acionista, tem uma parceria multibilionária com a OpenAI.

    “O objetivo da Fundação Gates é garantir que o atraso entre beneficiar as pessoas nos países pobres e chegar aos países ricos tornará esse tempo muito curto”, disse Gates a Zakaria. “Afinal, a escassez de médicos e professores é muito mais aguda na África do que no Ocidente”.

    Abrindo mão de sua riqueza

    Gates vale US$ 140 bilhões (aproximadamente R$700 bilhões), o que o torna a quarta pessoa mais rica do planeta, de acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg. Mas ele provavelmente seria a pessoa mais rica do mundo se não tivesse se comprometido a doar todo o seu dinheiro.

    Ele disse à CNN que não se preocupa em perder sua riqueza.

    “Tenho dinheiro mais do que suficiente para meu próprio consumo”, disse Gates quando Zakaria perguntou como estão indo os esforços filantrópicos. “Estou conseguindo descer na lista e ficarei orgulhoso quando cair completamente”, refletiu.

    O cofundador da Microsoft e sua ex-esposa, Melinda French Gates, comprometeram-se a doar a grande maioria de sua riqueza à fundação que estabeleceram juntos há 20 anos, bem como a outros empreendimentos filantrópicos.

    Em 2022, Gates anunciou a intenção da fundação de doar US$ 9 bilhões (aproximadamente R$44 bilhões) anualmente até 2026. Ele disse que está “entusiasmado com o fato de que isso terá tanto impacto” nas organizações para as quais está doando.

    Ele disse que ele e parceiros como Warren Buffett doaram cerca de US$ 100 bilhões (aproximadamente R$ 500 bilhões) para sua fundação. A uma taxa de 9 milhões de dólares por ano, Gates prevê que terá doado todo o seu dinheiro em cerca de 20 anos.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original