Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Canal de WhatsApp da CNN Brasil chega a 2 milhões de seguidores; inscreva-se

    Inscreva-se e receba um resumo das principais notícias da CNN, além de ser avisado das mais importantes coberturas ao vivo e das notícias urgentes

    Logo da Meta junto aos logotipos de Facebook, Messenger, Instagram, WhatsApp e Oculus
    Logo da Meta junto aos logotipos de Facebook, Messenger, Instagram, WhatsApp e Oculus 28/10/2021 REUTERS/Dado Ruvic/Ilustração/Arquivo

    Da CNN

    O canal de notícias da CNN Brasil no WhatsApp, lançado em setembro, chegou à marca de 2 milhões de seguidores.

    Na nova funcionalidade do aplicativo, você poderá ler no começo e no final do dia um resumo das principais notícias da CNN, além de ser avisado das mais importantes coberturas ao vivo e de todos os breaking news. Para se inscrever no canal da CNN, clique aqui.

    Todo o conteúdo do canal da CNN Brasil é gratuito.

     

    Os canais são separados dos chats privados e os seguidores dos canais não conseguem ver os números de telefone uns dos outros. Há ainda um diretório de buscas em que os usuários conseguem ver quais canais estão disponíveis em seu país.

    Em um post no blog do WhatsApp, a empresa afirmou ainda que em breve todos os usuários poderão criar seu próprio canal.

    Outros recursos anunciados foram:

    • Diretório aprimorado: o usuário pode encontrar canais para seguir que são filtrados automaticamente com base no seu país. Também é possível ver canais novos, mais ativos e populares com base no número de seguidores.
    • Reações: o seguidor do canal pode reagir usando emojis para dar feedback e ver o número total de reações. Os demais seguidores não verão como você reagiu.
    • Edição: em breve, os administradores poderão fazer alterações nas atualizações por até 30 dias. Após esse período, elas serão automaticamente excluídas dos nossos servidores.
    • Encaminhamento: sempre que você encaminhar uma atualização para uma conversa ou um grupo, ela incluirá um link para o canal correspondente. Assim, as pessoas poderão descobrir mais informações.
    Canais terão diretórios de busca / Divulgação/WhatsApp

    *Publicado por Marina Motomura