Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Crânio de dinossauro brasileiro é reconstituído por entusiasta na Holanda; veja

    Artista digital utilizou peças impressas em 3D que criou a partir de uma tomografia computadorizada do fóssil existente

    Da CNN

    São Paulo

    Um artista digital e entusiasta da paleontologia reconstituiu na Holanda o crânio do dinossauro brasileiro Irritator chalengeri a partir de peças imprimidas em 3D. Olof Moleman publicou fotos do seu feito (galeria acima) nas redes sociais, junto dos desenhos técnicos que instruíram ao resultado final.

    “Reconstruímos os elementos conhecidos do crânio. Os elementos ausentes também foram restaurados para impressões 3D. Descobrimos que ele tinha visão binocular, olhando por cima do focinho”, informou na primeira postagem feita no Twitter.

    Para chegar aos elementos ausentes que cita, Moleman disse que uma tomografia computadorizada do fóssil auxiliou na descoberta de “ossos inéditos”, “incluindo um palato quase completo”.

    Segundo o artista e entusiasta das descobertas sobre dinossauros, a reconstituição ajudou a chegar a novas informações sobre o espécime:

    “Reconstruindo o crânio, descobrimos que abrir a boca força as mandíbulas para os lados e as gira para fora para criar uma grande abertura. O mesmo provavelmente também se aplica a outros espinossauros, pois seus ossos quadrados são bastante semelhantes (…) A reconstrução dos músculos da mandíbula mostrou que ela tinha uma mordida fraca, mas rápida”.

    Apesar de Moleman manter um site sobre dinossauros e seus fósseis e também apresentar outros trabalhos semelhantes à reconstituição do Irritator chalengeri, ele não é um cientista ou pesquisador, mas apenas um entusiasta do tema.

    Sendo assim, ele disponibilizou os dados e a reconstrução online para que cientistas e outros entusiastas possam acessar. “Os dados de TC e a reconstrução estão disponíveis online. E imprimimos em 3D várias cópias e moldes do crânio com qualidade de pesquisa. Alguns dos quais serão enviados para o Brasil”, disse.

    Nesta semana, cientistas pediram a volta ao Brasil do fóssil do Irritator chalengeri contrabandeado para a Alemanha nos anos 1990. O que Moleman também comentou em suas redes: “Compreensivelmente, algumas pessoas estão preocupadas com a localização do Irritator na Alemanha. Infelizmente, não está em nosso poder fazer nada sobre uma possível repatriação do fóssil. Pessoalmente, acho que o fóssil original do Irritator deveria ser devolvido ao Brasil”, concordou.

    Considerado o crânio mais completo e preservado de dinossauros da sua espécie, o fóssil do Irritator chalengeri está atualmente na Alemanha. Ele foi comprado pelo Museu Estadual de História Natual de Stuttgart de um comerciante de fósseis em 1991. O comerciante, por sua vez, teria importado o fóssil para a Alemanha antes de 1990.

    O crânio foi achado na Bacia do Araripe, que se estende por Ceará, Piauí e Pernambuco e é extremamente rica em fósseis.

    Veja como foi feita a montagem

    *Publicado por Pedro Jordão, da CNN, com informações da Agência Estado