Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Google vai testar ferramenta antirroubo de celular no Brasil; conheça

    Novos recursos serão testados em telefones Android primeiro no país e ficarão disponíveis para o usuário a partir de julho

    Novidades antirroubo do Google funcionarão em celulares que funcionam com sistema operacional Android
    Novidades antirroubo do Google funcionarão em celulares que funcionam com sistema operacional Android Cris Cantón/GettyImages

    Pedro N. Jordãoda CNN

    O Google anunciou nesta terça-feira (11) que vai testar no Brasil três novas ferramentas contra roubo de celulares que funcionam com sistema operacional Android. O país será o primeiro a receber os novos recursos, e os usuários já poderão testar a partir de julho.

    A primeira modalidade é de bloqueio por detecção de roubo, na qual, por meio da inteligência artificial (IA) do Google, o aparelho irá detectar movimentos bruscos e repentinos para bloquear a tela do telefone.

    O objetivo é evitar que ladrões consigam acessar o conteúdo de um celular, como arquivos e aplicativos.

    “Usa a inteligência artificial para uma combinação de movimentos. A gente está tentando detectar movimentos bruscos de tirar o celular da mão de alguém e depois a fuga. A combinação desses dois movimentos precisa acontecer para que o roubo seja detectado e a tela do celular seja bloqueada”, explica Fabrício Ferracioli, gerente técnico de parcerias e engenharia de Android do Google.

    A segunda ferramenta é de bloqueio remoto e poderá ser útil em casos de furto, por exemplo, quando não houver movimentos bruscos de um roubo.

    O novo artifício permite que o usuário do telefone bloqueie ou limpe remotamente um celular perdido ou roubado sem precisar da senha da conta do Google.

    Agora, por meio de uma página dedicada ao novo recurso “Bloqueio remoto” (android.com/lock), o Android vai permitir que o usuário faça o bloqueio da tela do dispositivo inserindo apenas o número do telefone e concluindo um rápido desafio de segurança por meio de qualquer dispositivo.

    A medida busca dar mais tempo para que o usuário recupere os detalhes da sua conta e acesse opções mais robustas no Encontre Meu Dispositivo – como a localização do aparelho ou a exclusão de todo seu conteúdo.

    A terceira medida é para bloqueio de dispositivo offline, quando as aparelhos forem roubados em momentos em que não estiverem conectados à internet.

    O novo recurso vai bloquear automaticamente a tela do celular Android caso fique longos períodos sem acesso à internet.

    O acesso aos recursos em fase beta abre ao público brasileiro em julho. O Google lançou um site dedicado (goo.gle/android-seguro) que inclui um formulário para quem quiser ser notificado por e-mail quando os novos recursos de segurança estiverem disponíveis para o seu dispositivo.

    Gemini: IA do Google chega ao Android no Brasil; veja como usar