Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Manual do Mundo mostra oito crateras feitas por asteroides que já caíram na Terra

    Existem por volta de 190 crateras comprovadas em todo o mundo, sendo sete delas localizadas no Brasil

    Nazarii Neshcherenskyi/Getty Images

    Manual do Mundo

    Um grande asteroide passou próximo à Terra no dia 13 de julho, mas só foi detectado dois dias depois. Isso gerou um alerta sobre o risco de objetos potencialmente perigosos voarem perto de nós de maneira despercebida. Só que antigamente, quando a Terra ainda estava em formação, era relativamente comum o nosso planeta ser atingido por outros corpos celestes.

    Nesse vídeo do Manual do Mundo, o maior canal de Ciência e Tecnologia da América Latina, o apresentador Iberê Thenório mostra oito crateras – locais que foram atingidos por grandes asteroides, – que ainda podem ser vistas em imagens de satélite.

    Existem por volta de 190 crateras comprovadas em todo o mundo, sendo que o Brasil tem apenas sete delas. Hoje em dia, por causa da nossa atmosfera, são poucos os asteroides que realmente atingem nosso solo e eles raramente são grandes.

    No começo da vida do nosso planeta, a Terra era um aglomerado de rochas que foram se juntando até formar uma massa próxima da que temos hoje e, nessa época, o choque com outros objetos era bastante intenso.

    Ao olhar para a Lua, é possível ver algumas crateras até mesmo a olho nu. Já no nosso planeta não vemos tantas assim. O que acontece é que essas marcas de impacto foram sendo apagadas, por basicamente três motivos:

    1. Ar, água e seres vivos: a mistura de vento, chuva, inundação e raízes de árvores, entre outros evento geológicos, faz com que o chão se desgaste em um processo chamado erosão;
    2. Vulcões: a lava expelida nas erupções vulcânicas preenche o buraco de algumas crateras;
    3. Placas tectônicas: a crosta terrestre é uma camada fina com algumas fissuras e rachaduras. Essas placas se chocam e, quando uma passa por cima da outra, as marcas vão sendo apagadas.