Patrícia Travassos: Saiba como melhorar sua internet antes da chegada do 5G

Especialista de tecnologia da CNN, Patrícia Travassos dá recomendações do que fazer para aprimorar conexão com a internet no ambiente doméstico

Gabriel Fernedada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A tecnologia 5G está cada vez mais próxima de se tornar uma realidade no Brasil e promete impactar a vida dos brasileiros. Na quarta-feira (26), o Ministério das Comunicações informou que 12 capitais brasileiras já estão totalmente prontas – tanto em infraestrutura quanto em legislação – para receber a quinta geração de internet móvel.

Leiloado em novembro de 2021, o padrão 5G deve oferecer internet de alta velocidade em todas as capitais brasileiras até 31 de julho deste ano. No entanto, enquanto a nova tecnologia não chega aos domicílios do país, problemas de conexão atrapalham muitos brasileiros nas suas tarefas cotidianas, seja no trabalho, no aprendizado ou no lazer.

A Especialista CNN em tecnologia, Patrícia Travassos, deu algumas dicas do que é possível fazer para melhorar a conexão no ambiente doméstico.

Primeiro passo é dar uma olhada se a internet está compatível com a quantidade de dispositivos conectados. Famílias estão compartilhando sinal para reuniões profissionais, aulas online, games… Uma pesquisa nos Estados Unidos mostra que uma residência tem, em média, 25 aparelhos conectados a rede, e um concorre com o outro por sinal. Tentar alterar a faixa de frequência de outros eletrônicos pode ajudar”, disse.

“Uma outra coisa: se muita gente compartilhar o mesmo canal de rede sem fio, é possível perceber interferências. Vo pode alterar o canal do seu roteador“, completou Patrícia.

A especialista seguiu com outras sugestões que podem ser usadas para melhorar a conectividade.

Checar se o software do roteador está em dia com o fabricante. Use repetidores se o seu local de trabalho está longe do ponto de Wi-Fi. Para completar, observe o caminho que o Wi-Fi faz para chegar até você. Paredes grossas, espelhos e até a água podem atrapalhar.

Veja mais no vídeo acima.

Mais Recentes da CNN