Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rede de estudos lança ferramenta de inteligência artificial para responder estudantes

    Tecnologia será capaz de responder dúvidas acadêmicas de estudantes a qualquer momento do dia, em qualquer lugar

    Fernanda Pinottida CNN

    em São Paulo

    A rede de estudos “Passei Direto” lança nesta segunda-feira (8) uma nova ferramenta de inteligência artificial capaz de responder às demandas dos estudantes sobre diferentes áreas do conhecimento.

    O “robozinho”, que se chamará Ed, é a primeira ferramenta deste tipo que poderá ser utilizada por milhões de estudantes cadastrados na rede de estudos online.

    O CTO do projeto, André Simões, explicou que o intuito da “Passei Direto” é conectar estudantes entre si, para tirar as dúvidas uns dos outros. “E esse robozinho responderá qualquer dúvida acadêmica dos alunos, das mais fáceis até as mais difíceis, de cálculo até literatura”, explicou.

    / Reprodução

    Para ele, a principal vantagem da inteligência artificial é “a possibilidade de o aluno fazer qualquer pergunta, a qualquer momento, qualquer hora do dia, sete dias por semana, sem depender de nenhum humano para poder ajudar. Eu diria que essa dinâmica de a pessoa ter uma resposta rápida gera muita economia de tempo, e é o grande diferencial”.

    Em relação à possibilidade do robô errar, Simões disse que pretende contar com o “poder da comunidade”. “A gente tem muitos alunos utilizando a plataforma, alguns com mais experiência em determinados conteúdos. Então, toda resposta na plataforma, seja da inteligência artificial ou dos próprios alunos, são validadas pelos outros alunos da rede”, explicou.

    “Se tem alguma resposta que aparentemente não está correta, aquilo vai sendo despriorizado. Dado o feedback de mais pessoas, aquilo vai sendo desconsiderado”, explicou, usando como exemplo o algoritmo das redes sociais, que entende os sinais dos usuários e passa a recomendar mais alguns conteúdos e menos outros.

    Assim como outras ferramentas similares, o Ed também vai ficando mais inteligente conforme o uso.

    “Ele vai estar conectado à toda a base de usuários e de conteúdo da Passei Direto. São mais de 36 milhões de usuários cadastrados, mais de 14 milhões de conteúdos na nossa plataforma, e a gente usa todo esse tipo de informação para alimentar essa inteligência artificial e dar respostas cada vez mais segmentadas”, disse o CTO à CNN.

    Simões acredita que a inteligência artificial vem para somar na educação, mas também não acha que os professores serão substituídos. “A nossa plataforma acaba sendo sempre um complemento aos estudos do aluno”, disse.

    Ele considera que o grande potencial de ferramentas como essa para a área da educação está justamente no fato de que o robô vai ficando mais inteligente e mais especializado com o tempo. “Isso tende ao infinito, né? Com o tempo a gente tem basicamente uma coisa nas mãos que poderia resolver qualquer coisa. Isso pode ser usado em diversos campos, desde respondendo perguntas acadêmicas, como criando novos conteúdos.”