Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Senado dos EUA realizará audiências sobre o uso de inteligência artificial

    Desenvolvedores, executivos e especialistas participarão de reuniões que devem definir novo arcabouço legal sobre o uso das novas tecnologias 

    Uso da Inteligência Artificial tem mobilizado os parlamentares norte-americanos
    Uso da Inteligência Artificial tem mobilizado os parlamentares norte-americanos 23/06/2023REUTERS/Dado Ruvic

    Da Reuters

    Washington 

    Senadores dos Estados Unidos, preocupados com o potencial uso da inteligência artificial (IA) para o mal, convocarão desenvolvedores, executivos e especialistas a participarem de audiências sobre possíveis salvaguardas legislativas, disse o líder da maioria democrata no Senado, Chuck Schumer, nesta quinta-feira (27).

    Existe “interesse bipartidário real na IA, que será necessário se quisermos progredir no que realmente é um imperativo para este país — elaborar uma legislação de IA que incentive a inovação, mas tenha as salvaguardas para evitar os riscos que a IA pode apresentar”, afirmou Schumer.

    Falando no plenário do Senado, Schumer disse que o Senado concordaria com o que ele chamou de “os primeiros Fóruns de Inteligência de IA” para ouvir o que os especialistas têm a dizer.

    Entenda como a inteligência artificial pode afetar os empregos

    Senadores democratas e republicanos expressaram suas preocupações nesta semana sobre o uso potencial da inteligência artificial para criar uma arma biológica.

    Parlamentares de todo o mundo começaram a considerar como mitigar os perigos da IA para a segurança nacional e a economia depois que a IA generativa, que usa dados para criar novos conteúdos como o ChatGPT, chegou às manchetes ao responder até mesmo perguntas complexas com uma prosa que soa humana.

    Schumer disse que os senadores foram informados sobre IA na quarta-feira por especialistas do Departamento de Energia, da Fundação Nacional de Ciência, e da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa, ou Darpa, que lançou as bases para a internet.

    Também na quinta-feira, o Comitê de Segurança Interna e Assuntos Governamentais do Senado votou para enviar ao Senado um projeto de lei que colocaria um diretor de IA em cada agência federal e criaria um conselho para esses oficiais de IA para coordenar como o governo federal usa a tecnologia emergente.

    (Reportagem de Diane Bartz)