Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    TikTok remove 20 milhões de perfis suspeitos de pertencerem a menores de 13 anos

    No primeiro trimestre de 2020, a plataforma retirou quase 21 milhões contas falsas, além de 3 milhões por outros motivos

    No Brasil, 4 milhões de vídeos foram retirados do TikTok no primeiro trimestre de 2022
    No Brasil, 4 milhões de vídeos foram retirados do TikTok no primeiro trimestre de 2022 13/07/2021REUTERS/Dado Ruvic

    Júlia Vieirada CNN

    Em São Paulo

    Ouvir notícia

    O TikTok removeu mais de 20 milhões de perfis suspeitos de pertencerem a menores de 13 anos no primeiro trimestre deste ano. De janeiro a março de 2022, um total de 20.219.476 contas atribuídas a crianças e pré-adolescentes foram eliminadas da plataforma.

    A rede social também retirou 20.890.519 perfis falsos, além de outra 3.328.993 por outros motivos.

    Foi o período com maior número de contas removidas do TikTok desde que a empresa iniciou o levantamento, em julho de 2020.

    “Além de remover contas por violação das nossas Diretrizes da Comunidade, removemos contas que identificamos como spam, assim como vídeos de spam postados por essas contas. Também tomamos medidas proativas para prevenir a criação automatizada de contas de spam”, explica a plataforma.

    Do total de vídeos removidos por violação de política, 41,7% corresponde à “segurança de menores”.

    Faz parte da categoria conteúdos com nudez e atividade sexual envolvendo menores, atividades prejudicais, danos físicos e psicológicos e exploração sexual de menores, além de comportamento de aliciamento.

    “O objetivo das nossas políticas referentes a violações de segurança menores é promover o padrão mais elevado de segurança e bem-estar para adolescentes. A nossa subpolítica de ‘nudez e atividade sexual envolvendo menores’ proíbe uma ampla gama de conteúdos, inclusive ‘menores com roupas mínimas’ e ‘dança sexualmente explícita’; estas duas categorias representam a maioria dos conteúdos removidos com base nessa subpolítica. Materiais de abuso sexual infantil (CSAM, na sigla em inglês) são contabilizados separadamente”, define o TikTok.

    No trimestre analisado, 102 milhões de vídeos foram removidos ou restaurados. Além de conteúdos retirados por “segurança de menores”, outros foram eliminados por violações como “atividades ilegais e mercadorias regulamentadas” (21,8%), “nudez de adultos e atividades sexuais” (11,3%), “conteúdo violento e explícito” (9,6%), “suicídio, autolesão e ator perigosos” (6,7%), “assédio e bullying” (6%), “comportamento de ódio” (1,6%), “extremismo violento” (0,7%) e “integridade e autenticidade” (0,6%).

    Segundo o levantamento, o total de vídeos deletados no período corresponde a 1% do total publicado na plataforma. Desses, 95,1% foram removidos de forma proativa, que significa que a rede social identificou e removeu antes de uma denúncia; 93,7% dentro 24 horas da publicação; e 90% antes de qualquer visualização.

    O TikTok mapeou os trinta mercados com os maiores volumes de vídeos removidos. O Brasil está incluso na lista, com 4 milhões de conteúdos retirados.

    Mais Recentes da CNN