Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Uber vai lançar novo serviço exclusivo para adolescentes nos EUA

    Antes proibidos de viajar sozinhos, menores a partir dos 13 anos poderão solicitar viagens no aplicativo por conta própria sob monitoramento remoto dos pais

    Catherine Thorbeckeda CNN

    A Uber está lançando novos recursos para facilitar o acesso de pessoas de todas as idades ao serviço de carona, incluindo uma opção que permitirá que adolescentes com menos de 18 anos viajem sozinhos pela primeira vez.

    Em seu evento anual de produtos na quarta-feira (17), a empresa revelou um novo recurso de contas para adolescentes, que permite que adolescentes entre 13 e 17 anos peçam caronas e fiquem no carro por conta própria. Seus pais e responsáveis ​​também podem monitorá-los remotamente por meio do aplicativo.

    A nova opção será lançada em 22 de maio em mais de uma dúzia de áreas metropolitanas nos Estados Unidos e Canadá – incluindo Nova York, Atlanta, Dallas e Houston – com planos de lançamento em mais cidades nas próximas semanas e meses.

    Anteriormente, menores de 18 anos não podiam usar a Uber sem estar acompanhados no carro por um adulto.

    A decisão da Uber ocorre em um momento em que as empresas de tecnologia, e as empresas de mídia social em particular, estão cada vez mais sob escrutínio pelo impacto que seus produtos podem ter sobre os adolescentes.

    No evento de quarta-feira, o CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, enquadrou a opção como uma ajuda às famílias a “gerenciar a loucura” de fazer malabarismos para transportar seus filhos e enfatizou os recursos de segurança da empresa para garantir que “os pais possam ter paz de espírito”.

    As novas contas incluem um número PIN exclusivo que os adolescentes terão que fornecer ao motorista antes de embarcar e gravação de áudio no aplicativo do passeio.

    Um recurso de rastreamento de viagem ao vivo também permite que os pais acompanhem o progresso das viagens por meio do aplicativo Uber e os pais podem entrar em contato diretamente com o motorista durante a viagem, bem como entrar em contato com a equipe de suporte da Uber.

    Khosrowshahi também disse que “somente motoristas experientes e bem avaliados serão elegíveis para realizar viagens com adolescentes”.

    A Uber disse que consultou a Safe Kids Worldwide, uma organização sem fins lucrativos dedicada à proteção de crianças, com o desenvolvimento da oferta de conta para adolescentes.

    A empresa também disse na quarta-feira que está lançando um número de telefone nacional para qualquer pessoa sem o aplicativo poder usar seu serviço, uma medida provavelmente destinada a ajudar os americanos mais velhos que podem não estar acostumados a navegar em um smartphone.

    A partir de quarta-feira, os clientes dos EUA podem discar um número gratuito para falar com um agente em inglês ou espanhol e solicitar uma viagem sob demanda ou reservar para uma viagem futura.

    A Uber registrou forte crescimento nos últimos trimestres, desafiando uma queda que atingiu grande parte do setor de tecnologia nos últimos meses. Os negócios da empresa, que se diversificaram para serviços de entrega de refeições antes da pandemia, também se saíram melhor em se recuperar da crise de saúde do que sua principal rival nos Estados Unidos, a Lyft.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original